Principal taxa de empréstimos da China segue no mesmo patamar

A principal taxa de empréstimos (LPR, em inglês) de um ano da China, uma taxa de referência baseada no mercado, ficou em 3,85% nesta sexta-feira, permanecendo inalterada em relação ao mês anterior.

A LPR de mais de cinco anos, na qual muitos credores baseiam suas taxas de hipoteca, também permaneceu inalterada em relação à leitura anterior de 4,65%, de acordo com o National Interbank Funding Center (NIFC).

As taxas de empréstimos permanecem inalteradas por 16 meses consecutivos desde abril de 2020. O banco central da China reiterou que priorizará a estabilidade em sua política monetária e evitará mudanças repentinas em 2021.

Segundo a agência Xinhua, a LPR tem como base as cotações feitas pelos bancos, adicionando alguns pontos-base à taxa de juros das operações de mercado aberto do banco central (principalmente a taxa da MLF), e é calculada pelo NIFC, servindo como referência de precificação para os empréstimos bancários.

Atualmente, é constituída por taxas para dois prazos: um ano e mais de cinco anos. Os bancos de cotação enviam suas cotações antes das 09h do 20º dia de cada mês. O NIFC calcula e divulga a LPR às 09h30 do mesmo dia ou no dia útil seguinte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

PIB dos EUA cai mais que previsto, porém inflação perde ritmo

Recessão não está descartada, segundo analistas.

Turquia quer acordo escrito para Finlândia e Suécia na Otan

Até agora, turcos têm sido os únicos membros da Otan que se opõem às propostas dos dois nórdicos.

FMI alerta sobre mais riscos negativos para economia global

Em abril, Fundo havia dito que o crescimento global desaceleraria de estimados 6,1% em 2021 para 3,6% em 2022 e 2023.

Últimas Notícias

B 3 lança novos produtos para negociação de estratégias de juros

Operações são estruturadas de contratos futuros de DI, DAP e FRC

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

Brasil corre risco de desabastecimento de diesel

Alerta foi feito inclusive pela direção da Petrobras

Lucros das empresas subiram 55% no primeiro trimestre

Em abril, quase metade das categorias de trabalhadores não conseguiu repor inflação.

PIB dos EUA cai mais que previsto, porém inflação perde ritmo

Recessão não está descartada, segundo analistas.