PROBLEMAS DO RIO

O secretário de Fazenda do Estado do Rio de Janeiro, Guilherme Mercês, e o cientista político Christian Lynch, editor da revista Insight Inteligência, participam no dia 16 de dezembro, às 19h, do Foro Inteligência, com o tema “Os problemas do Estado do Rio de Janeiro têm solução?”. Os convidados discutirão, sob as óticas econômica e política, respectivamente, as adversidades que se sobrepõem ao avanço do Rio.

Durante o encontro, serão debatidos temas como as dificuldades fiscais; pendências jurídicas em relação ao recebimento de royalties do petróleo; projetos para a melhoria do desempenho da economia fluminense; a necessidade de um plano estratégico de desenvolvimento; e as contradições remanescentes entre o Rio capital federal e o Rio pós-fusão entre os estados da Guanabara e do Rio de Janeiro. Outro tópico a ser discutido é a possibilidade de o Rio ser elevado à condição de segundo distrito federal, ao lado de Brasília, por seu papel histórico e por ser de fato um símbolo nacional. Essa seria uma alternativa para a sua recuperação, uma vez que passaria a arrecadar também tributos estaduais e teria alguns custos arcados pelo governo federal.

De acordo com dados da Secretaria de Fazenda do estado do Rio (Sefaz-RJ), recém-divulgados, o cenário encontrado no segundo semestre de 2020 foi de recessão. A crise foi acentuada pela pandemia da Covid-19, e de queda na receita de Royalties e Participação Especial, afetada pela baixa histórica do preço do barril de petróleo.

O risco de que o Rio vivesse um novo ano de 2016, com atrasos nos salários do funcionalismo, foi afastado. Medidas adotadas pela atual gestão, de acordo com informações da Sefaz-RJ, reverteram o quadro de déficit e levaram ao equilíbrio das finanças, permitindo que o Estado feche 2020 com dinheiro em caixa para honrar os seus compromissos.

Sobre o Foro Inteligência: reúne o BRICS Policy Center, e a Insight com o apoio do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da PUC-Rio e da Casa de Afonso Arinos, vai manter um canal aberto com países como China, Rússia, Índia e África do Sul. A ideia é apresentar palestras, cursos e seminários abordando problemas brasileiros não convencionais e que tangenciam as nações do bloco. O BRICS Policy Center fará a ponte com os países emergentes. Pela primeira vez, assuntos brasileiros profundos serão acessados a partir de um olhar convergente com o eixo dos demais países emergentes.

Foro Inteligência

https://www.insightinteligencia/foro

https://www.facebook.com/events/318902762524100/

Os problemas do estado do Rio de Janeiro têm solução?

Palestrantes: Guilherme Mercês e Christian Lynch

Data e horário: 16 de dezembro, às 19h

Transmissão: Facebook da Revista Insight Inteligência e Zoom

Inscrições gratuitas: https://zoom.us/webinar/register/WN_oHX0gpiUTKamYGiEARpBoQ

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Artigos Relacionados

Estão abertas as inscrições para o Archademy Trend

Para debater os novos hábitos gerados pela pandemia e o comportamento dos brasileiros neste novo contexto social, o Archademy Trends reunirá o presidente da Google Brasil, Fábio Coelho e Raphael Tristão, CEO da Archademy Company.

Livelo prorroga a campanha Natal Solidário

A empresa promove em dezembro campanha de doação de pontos para instituições beneficentes de seu catálogo.

CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL EM SAÚDE

Com o covid-19 famílias buscam aprendizado para cuidar dos idosos em casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom: próxima decisão dependerá de dados e cenário fiscal

BC deu mais detalhes sobre os fatores que podem levar à retirada de estímulos monetários.

EUA: bens duráveis avançaram abaixo do esperado

Segundo analista, encomendas excluindo-se transportes surpreenderam positivamente e teve revisão altista na leitura anterior.

Mercado aguarda Fomc e estímulo nos EUA

No Brasil, receio fiscal e incertezas quanto a vacinação contribuíram para que a Bolsa não suportasse as máximas do dia.

NY à espera de balanços da Apple, Boeing e Facebook

Índices futuros das Bolsas nova-iorquinas estão operando mistos à espera de mais balanços trimestrais de grandes empresas dos EUA.

Rio começa nova fase de vacinação contra Covid

Expectativa da prefeitura é vacinar 66 mil pessoas.