Problemas vêm de longe

Não foi por falta de avisos que os escândalos envolvendo empreiteiras e políticos não foram evitados ou investigados. As relações pouco republicanas sempre ocorreram – aliás, antes até da República. E também em quase todos os países. Mas não se trata do histórico. Foram denúncias específicas que foram ignoradas ou relevadas. As falcatruas descobertas no governo de Sérgio Cabral foram expostas pelo ex-governador Garotinho em seu blog, algumas com detalhes que só agora chamaram atenção. Em outro caso, a relação entre a Odebrecht e a Petrobras, também não faltaram avisos.

Correspondência enviada em 28 de março de 2006 à presidente do Conselho de Administração da Petrobras, Dilma Roussef, a Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), mostrava: “A Odebrecht não é uma parceira que a Petrobras deva buscar para seus negócios. Ela não desfruta de uma boa imagem empresarial pela agressividade com que trata seus concorrentes e empregados. Nas eleições, faz doações para políticos de diversos partidos, recebendo um eficiente apoio parlamentar. Seu patrimônio tem origem em benesses do Estado, desde o modelo tripartite da criação da petroquímica brasileira. No Programa Nacional de Desestatização da década de 90, se apropriou de participações acionárias da Petroquisa, ajudando na desestruturação do setor. O Centro de Pesquisas na Área Petroquímica, que estava sendo construído pela Petrobras no Rio de Janeiro, foi desativado e outros centros de pesquisa nas empresas, também foram fechados. Seu interesse, como sempre, são os recursos financeiros da Petrobras e a garantia do fornecimento de matéria prima a baixo custo.”

 

Ir para a rua para não ir pra rua

Funcionários do Sesc e Senac do Rio de Janeiro convocam ex-empregados, usuários dos serviços e alunos para uma manifestação em defesa dessas duas instituições. No Face, afirmam que “mais 700 funcionários foram demitidos das unidades e sede do Sesc e Senac nas últimas semanas! Amigos, vamos pra rua!!! Não podemos permitir que a administração nefasta do Sr. Orlando Diniz destrua uma instituição com mais de 70 anos de serviços prestados aos comerciários e à população de baixa renda. Juntos somos mais Educação, Saúde, Cultura, lazer e Esporte.”

O ato será nesta quarta-feira, com concentração às 10h na Praça São Salvador e caminhada até a sede das entidades, na Rua Marquês de Abrantes, 99, Flamengo.

 

Zerada

Filha de um amigo da coluna, que tem um dinheiro para receber do FGTS inativo, tomou um susto ao descobrir que sua conta aparecia zerada, com transferência para uma unidade do banco em São Paulo. Apavorada, procurou o gerente de uma agência no Rio de Janeiro, no que foi informada que ela não havia sido roubada; era procedimento da Caixa separar o montante no primeiro dia em que o trabalhador tem o direito de fazer a retirada.

Qual seria o objetivo disso? Retirar do Fundo e aplicar no mercado financeiro, com ganhos para a Caixa? Ou, simplesmente, um ato burocrático? Dá o que pensar.

 

Vizinhança

Duas lotéricas próximas à Central do Brasil, no Rio de Janeiro foram assaltadas neste final de semana. Há dez dias, foi uma loja de atacado de doces.

Todas ficam a menos de 20 metros da Secretaria de Segurança Pública do governador Pezão.

 

Rápidas

Será apresentada nesta terça-feira a nova Carteira de Habilitação (CNH), com QR Code implementado. O governo garante que a mudança evita fraudes e falsificações *** Seminário sobre recuperação judicial será realizado dia 18 próximo, das 15h às 17h, na sede do Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo. Inscrições: online.crcsp.org.br/comum/complementares/cursos/info_cursos.aspx?lo=codcur42448 *** O Sindicato da Indústria da Construção Civil (SindusCon-SP) realiza nesta terça-feira o seminário Parcerias Público-Privadas na Construção Civil *** Entre 16 e 19 de maio, o Conselho Estadual de Trânsito do Rio realiza seminário sobre Educação, Sinalização e Processo Administrativo do Código de Trânsito. O evento acontece no auditório do DER. Informações: www.cetran.rj.gov.br/seminario-atual.html *** O Carioca Shopping comemora 16 anos nesta quinta-feira. No dia seguinte, até 28 de maio, começa o circuito “Detetives do Prédio Azul”, destinado a crianças de quatro a dez anos *** Guilherme Calôba, autor de Gerenciamento de Projetos com PDCA, participa nesta quarta, às 19h, de uma palestra na faculdade Senai Rio (Rua Mariz e Barros 678, Tijuca) *** O Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre) vai debater nesta quinta, no Rio, políticas que podem ajudar a elevar a produtividade do país. O encontro contará com a presença do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, do economista-chefe do Banco Mundial para o Brasil, Mark Dutz, e do diretor do BNDES Vinícius Carrasco. Inscrição: http://portalibre.fgv.br

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

Mudar preços implica parar venda de refinarias

Mercado financeiro cobrará deságio, e Petrobras precisa de ativos para poder operar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Preços dos carros mais vendidos subiram 9,4% em média em um ano

Com 18,23% de variação, Renault Kwid foi o que mais subiu de preço entre os 13 mais vendidos.

PEC Emergencial pode sair da pauta do Senado desta quinta

Parlamentares resistem a cortes na saúde e educação e propõem votar apenas questão do auxílio emergencial.

Desdobramentos da intervenção na Petrobras

Percepção é de que o 'superministro' de Bolsonaro pode estar ficando cada vez mais isolado.

IPCA-15 de fevereiro ficou abaixo da expectativa

Índice mostra variação mais fraca que o esperado em alimentação, educação; já saúde e transportes vieram mais fortes que a expectativa.

Tentativa de superação

Ontem foi dia de recuperação da Bovespa, liderada pelas ações da Petrobras, Eletrobrás e setor bancário.