27.6 C
Rio de Janeiro
terça-feira, janeiro 19, 2021

Procon-SP notifica Hospital Albert Einstein

O Procon-SP notificou o Hospital Albert Einstein para que explique sobre o vazamento de lista que dava acesso a informações pessoais e médicas de pacientes testados, diagnosticados e internados por covid-19. A Lei Geral de Proteção de Dados determina que é dever de quem trata, controla e acessa os dados garantir que não ocorram vazamentos.

A empresa tem 72 horas para responder a partir desta segunda-feira.

De acordo com notícias divulgadas, um funcionário do hospital que trabalhava em um projeto com o Ministério da Saúde divulgou na internet uma lista de senhas do sistema do Ministério da Saúde que dava acesso aos bancos de dados dos pacientes. Pelo menos 16 milhões de pessoas tiveram suas informações expostas.

O Procon-SP pede que o Einstein demonstre se adota medidas de segurança, técnicas e administrativas capazes de proteger os dados pessoais de acessos não autorizados e de situações acidentais ou ilícitas (como: destruição, perda, alteração, comunicação ou qualquer forma de tratamento inadequado ou ilícito), conforme determina a Lei Geral de Proteção de Dados. E pergunta o que o Hospital tem feito para qualificar seus funcionários e colaboradores acerca do conteúdo desta legislação.

O órgão também informou que indagou o hospital sobre os procedimentos adotados para análise de um incidente com dados pessoais; as medidas de segurança de dados adotadas em razão do Hospital tratar dados pessoais sensíveis; as medidas práticas de contenção de danos; e o protocolo de prevenção de vazamento de dados.

Segundo o Procon-SP, o hospital deverá explicar ainda quais foram as medidas de segurança adotadas no processo de digitalização do prontuário médico e exame dos pacientes, conforme orienta o Conselho Federal de Medicina e se há alguma forma de criptografia das informações dos pacientes e usuários dos serviços laboratoriais.

Artigos Relacionados

Cade aprova proposta de compra da Abengoa

O valor do negócio foi mantido como confidencial pelo Cade em parecer sobre a transação, que não foi vista como prejudicial ao ambiente concorrencial pelos técnicos do órgão uma vez que a indústria sucroalcooleira é bastante fragmentada no país.

Canadenses desistem do Carrefour

Desistência ocorre após governo francês manifestar-se contra a operação pelo Couche-Tard.

Inovação no carregamento compartilhado de baterias

Os investimentos na startup não são revelados, mas foram muitos os esforços para chegar a uma solução que atendesse o mercado brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportações de suco de laranja recuam 23% entre julho e dezembro

Safra menor e estoques mais elevados estão entre as principais razões para a baixa.

Os desafios para Joe Biden nos EUA

Avanço da Covid-19 pode fazer com que democrata e equipe tenham que apagar alguns incêndios no começo do mandato.

Mercados sobem em véspera do Copom

Campos Neto, presidente do BC, participa da primeira sessão da reunião do Copom.

Mercados locais sobem seguindo Bolsas mundiais

Dia amanhece com tendência de alta para o mercado interno, seguindo NY na volta do feriado.

Contra tudo temos vacina

Dia promete ser de mais recuperação da Bovespa, dólar fraco e juros em queda.