Mais uma década perdida para a indústria

Produção do setor recuou 15% nos últimos nove anos.

Nos nove anos de 2011 a 2019, a indústria recuou 15%, fazendo deste período mais uma década perdida, mesmo que em 2020 se concretizem as expectativas de maior crescimento. É o que constata o Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), ao analisar os dados divulgados nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As indústrias extrativas do país fecharam 2019 com uma queda de 1,1%, segundo a Pesquisa Industrial Mensal (PIM). O resultado veio depois de duas altas consecutivas, em 2017 (2,5%) e 2018 (1%).

Segundo o gerente da pesquisa, André Macedo, um dos responsáveis pela queda de 2019 foi o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG), que teve impacto importante no recuo de 9,7% das indústrias extrativas no ano.

Mas esse não foi o único motivo para a queda. Das 26 atividades industriais pesquisadas, 16 tiveram queda no ano.

“A produção industrial pode estar sendo impactada pelas incertezas no ambiente externo e também pela situação do mercado de trabalho no país que, embora tenha tido melhora, ainda afeta a de-manda doméstica”, explica Macedo.

Além das indústrias extrativas, tiveram quedas importantes os segmentos de metalurgia (-2,9%), de celulose, papel e produtos de papel (-3,9%) e de manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos (-9,1%).

Por outro lado, 10 atividades tiveram alta e evitaram um desempenho mais negativo da indústria, entre elas produtos alimentícios (1,6%), veículos automotores, reboques e carrocerias (2,1%), coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (1,7%), produtos de metal (5,1%) e bebidas (4%).

Artigos Relacionados

Só 3,5% das empresas têm mulheres como CEO

BR Rating ouviu 486, sendo 57% de capital nacional e 43% multinacionais Apenas 3,5% das corporações têm mulheres atuando como CEOs, uma prova de que...

PEC do calote quer elevar Bolsa Família para R$ 400

Proposta é parcelar dívidas reconhecidas pela justiça para criar o Auxílio Brasil.

Preços de commodities turbinam balança comercial

Mesmo com valores recordes de produtos básicos, exportações cresceram menos que importações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

EUA: 3,5 milhões de despejos

Mais de 3,5 milhões de norte-americanos estão ameaçadas de despejo poucos dias após o término da prorrogação da medida de proteção aos inquilinos inadimplentes...

STF dá prazo para Bolsonaro explicar bloqueio de jornalistas

O presidente da República terá 10 dias para explicar o bloqueio de jornalistas em seu perfil no Twitter. O prazo foi estipulado pela vice-presidente...

Bolsonaro descarta tributar grandes fortunas

A possibilidade de instituir imposto sobre grandes fortunas, tabelamento de preços ou aumento de carga tributária no Brasil foi descartada nesta segunda-feira pelo Jair...

Só 3,5% das empresas têm mulheres como CEO

BR Rating ouviu 486, sendo 57% de capital nacional e 43% multinacionais Apenas 3,5% das corporações têm mulheres atuando como CEOs, uma prova de que...

Brasil pode ser principal player para investimentos verdes

“Atualmente, estima-se R$ 30 bilhões em gestão de títulos verdes no país, com grande potencial de crescimento, frente a US$ 1 trilhão de recursos...