Produtos dos Jogos Olímpicos de Inverno destacam patrimônio cultural

À medida que os Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022 e o Ano Novo Lunar chinês se aproximam, os produtos licenciados das Olimpíadas de Inverno com o patrimônio cultural imaterial do país tornaram-se alguns dos presentes mais procurados da festa.

Foto tirada em 20 de janeiro de 2022, mostra um nó chinês gigante com emblema dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022 antes do próximo Ano Novo Lunar chinês na Praça Tian’anmen em Beijing, capital da China. (Xinhua/Chen Yehua)

Xinhua - Silk Road

 

Beijing, 1º fev (Xinhua) — À medida que os Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022 e o Ano Novo Lunar chinês se aproximam, os produtos licenciados das Olimpíadas de Inverno com o patrimônio cultural imaterial do país tornaram-se alguns dos presentes mais procurados da festa.

“Os produtos licenciados dos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022 com elementos da cultura chinesa foram bem recebidos desde sua estreia. As vendas diárias médias podem até atingir 700 mil yuans (US$ 110 mil)”, disse Niu Chao, gerente geral de uma loja principal que vende produtos licenciados dos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022 na rua comercial Wangfujing, no centro de Beijing.

São mais de 5.000 produtos franqueados com designs criativos e elaborados, incluindo crachás, brinquedos, chaveiros, acessórios, cerâmicas, selos eletrônicos e obras de arte de corte de papel, de acordo com o Comitê Organizador de Beijing para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno de 2022.

Para marcar a contagem regressiva de 10 dias para a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022, os organizadores lançaram uma loja online em 25 de janeiro para tornar os próximos Jogos de Inverno mais acessíveis ao público.

Desde 10 de janeiro, as vendas de equipamentos de esqui têm visto um aumento de 51,9% ano a ano, e as vendas de souvenirs dos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022 aumentaram 26,9 vezes, de acordo com estatísticas divulgadas pelo Ministério do Comércio.

Uma série de selos de Beijing 2022 feitos de jade, ouro, prata e bronze tem atraído muitos clientes e colecionadores, mostrando a beleza do patrimônio cultural imaterial da China e o charme dos Jogos Olímpicos de Inverno, disse Niu.

Utensílios de chá decorados com o icônico azul celeste de Beijing 2022 também são populares entre os clientes. O artesão Jian Chuanyi disse que um conjunto de utensílios de alto grau precisa passar por mais de 20 passos antes de ser concluído. Embora existam máquinas de fabricação modernas, muitos passos ainda exigem a experiência dos artesãos.

Para criar a cor mais desejável, a temperatura, a pressão do ar e a umidade durante o processo de disparo devem ser habilmente controladas, e os artesãos levaram mais de três meses para determinar a duração de aquecimento mais adequada.

A essência da cultura tradicional chinesa não é apenas evidente nos locais dos Jogos de Inverno, mas também nos produtos licenciados caracterizados pelos locais icônicos.

O Centro Nacional de Salto de Esqui na área de competição de Zhangjiakou, Província de Hebei, no norte da China, também é conhecido como “Ruyi da Neve” pela forma assemelhada de um “Ruyi”, um ornamento tradicional chinês simbolizando boa sorte.

Na loja oficial de Niu, um ornamento de jade em forma de Ruyi decorado com ouro chama a atenção, apresentando desejos auspiciosos para os próximos Jogos Olímpicos de Inverno.

As mercadorias licenciadas reflete a integração da arte chinesa e do espírito olímpico, e a convergência dos Jogos de Inverno com a cultura tradicional chinesa, disse Guo Lei, que trabalha no departamento de marketing do Comitê Organizador de Beijing para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno de 2022.

Os produtos ajudaram a transmitir as bênçãos de mestres e artesãos para os próximos Jogos de Inverno, e passar as belas culturas e artes da nação chinesa para todo o mundo, disse Guo. Fim

Leia também:

Parque temático de Olimpíadas de Inverno na China desperta economia

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou na sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,48 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.

Representante chinês pede coordenação e estabilidade sobre alimentação

Um representante chinês pediu na quinta-feira para que a comunidade internacional trabalhe em conjunto, no objetivo de estabilizar o mercado global de alimentos, garantir suprimentos diversos de alimentos e facilitar globalmente o comércio agrícola.

Envios de celulares na China alcançam 69,35 milhões de unidades no Q1

As remessas de telefones celulares da China tiveram uma queda anual de 29,2%, chegando cerca de 69,35 milhões de unidades no primeiro trimestre deste ano, de acordo com um relatório da Academia Chinesa de Tecnologia da Informação e Comunicações (CAICT, sigla em inglês).

Últimas Notícias

Rio, petróleo e prosperidade

Por Ranulfo Vidigal.

Baixas temperaturas e geadas trazem prejuízos a agricultores

Balança comercial do agro, entretanto, apresentou superávit de US$ 43,7 bilhões no acumulado do ano, de janeiro a abril.

A pandemia do burnout

Por César Griebeler.

OIT: crises geraram déficit de 112 milhões de empregos no mundo

Guy Ryder: 'efeitos sobre os trabalhadores e suas famílias, particularmente nos países em desenvolvimento, serão devastadores.'

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou na sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,48 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.