Programa na Maré propõe desenvolvimento da região

Rio de Janeiro / 22:06 - 3 de mar de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Prefeitura do Rio criou um grupo de trabalho para detalhar, orçar e apresentar em até 30 dias propostas de execução do Programa Território Inventivo da Maré, cujo principal objetivo é o desenvolvimento econômico e social do Bairro da Maré. A iniciativa foi publicada em decreto do prefeito Eduardo Paes no Diário Oficial do Município desta quinta-feira.

O Bairro da Maré é o maior conjunto de favelas do Rio de Janeiro, com cerca de 130 mil moradores, de acordo com o IBGE – 2010, sendo desse total quase 4 mil empreendedores econômicos, centenas de organizações sociais e coletivos culturais, além de dezenas de equipamentos públicos.

Com garantia do direito de convivência para os moradores, o programa também visa transformar quatro polos em espaços de encontro e produção de manifestações artísticas e entretenimentos: Parque Maré, Nova Holanda, Rubens Vaz e Parque União (Polo 1); Baixa do Sapateiro, Morro do Timbau, Bento Ribeiro Dantas e Nova Maré (Polo 2); Praia de Ramos e Roquete Pinto (Polo 3); e Vila do João, Conjunto Esperança, Vila Pinheiros, Conjunto Pinheiros, Salsa e Merengue (Polo 4).

O grupo de trabalho será coordenado pela Secretaria Executiva de Coordenação de Governo e contará com representantes das secretarias municipais de Cultura, Urbanismo, Habitação, Transportes, Conservação e Serviços Públicos, Ordem Pública e pelo Instituto Pereira Passos.

Entidades que atuam no Complexo da Maré também compõem a comissão. São elas o Observatório de Favelas; Redes de Desenvolvimento da Maré; uma associação de Moradores – escolhidas por seus pares entre as comunidades de Nova Holanda, Parque Maré e Parque União; um empreendedor econômico eleito por seus pares; um empreendedor cultural; um representante do Sebrae; e um representante da UFRJ.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor