Proposta atualiza regulamentação sobre as cooperativas de crédito

Texto em análise na Câmara dos Deputados promove uma série de modificações na Lei do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC), abordando o Projeto de Lei Complementar (PLP) 27/20 atualiza a regulamentação sobre o referido sistema.

Para o autor do projeto, lei possui atualmente muitas lacunas e imprecisões jurídicas. O projeto será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.

Segundo a Agência Câmara de Notícias, a principal mudança inclui no SNCC, também sob fiscalização do Banco Central (BC), as confederações de serviços constituídas por cooperativas centrais de crédito. Aquelas já existentes deverão solicitar autorização de funcionamento ao BC no prazo de 180 dias contados a partir da entrada em vigor da futura lei.

A Lei Complementar 130/09 possui atualmente muitas lacunas e imprecisões jurídicas que dificultam a interpretação e a aplicação prática aos operadores do direito, fazendo-os recorrerem constantemente à Lei do Cooperativismo”, disse o autor da proposta, deputado Arnado Jardim (Cidadania-SP).

Segundo o parlamentar, as normas que regem o SNCC existem há mais de dez anos, e no período o Sistema Financeiro Nacional passou por várias mudanças. “Com o novo texto legal, as cooperativas de crédito poderão disponibilizar às pessoas físicas e jurídicas novos produtos, com mais agilidade e modernidade.”

Além disso, afirmou Arnaldo Jardim, o aprimoramento da organização sistêmica e da governança, assim como melhor eficiência, serão consequências da futura lei. “Isso certamente racionalizará custos, em linha com as melhores práticas no Brasil e em países que são referência para cooperativas de crédito”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

‘Alteração no ICMS é desleal e não resolve alta de combustível’

Segundo federação do Fisco, 'projeto fere autonomia de estados e municípios e protege acionistas da Petrobras.'

‘Corte em verba em pesquisa será grave para desenvolvimento nacional’

Élcio Abdalla: 'todos os setores da sociedade, inclusive saúde e economia, são afetados negativamente sem inovação'.

Deputados brasileiros gastam 62% a mais que setor privado

Congresso é o segundo Legislativo mais caro do mundo, ficando atrás apenas dos EUA.

Últimas Notícias

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Direito de controle sobre funcionários que trabalham de casa

Por Leonardo Jubilut.

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...