26.4 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 18, 2021

Provar do remédio

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC paulista deveria perguntar ao presidente da Volkswagen do Brasil, Paul Fleming, se assim que deixar o cargo em janeiro irá ingressar na Autovisão, empresa criada por ele para reciclar – um dos apelidos da terceirização no mundinho neoliberal – seus funcionários. Fleming implementou a Autovisão para treinar e realocar 3.933 metalúrgicos “excedentes” na Volkswagen do ABC e de Taubaté.

Santa utopia
Patrono do Movimento Desemprego Zero, o economista Celso Furtado escreveu incentivadora mensagem:
“O papel das utopias na renovação da vida cultural de um povo é tema que apaixonou muitos pensadores. A utopia do desemprego zero só é concebível numa sociedade que estabeleça a primazia do bem-estar de todos os indivíduos que a compõem.
“Portanto, a solidariedade deverá prevalecer sobre os interesses empresariais. Em regime capitalista, isso somente pode ser alcançado mediante uma complexa e crescente ação do poder público. A campanha que hoje em dia medra por toda parte visando desmoralizar a ação do Estado nacional também é responsável pelo aumento persistente do desemprego.
“Combater a corrupção nos serviços públicos e nas empresas privadas é essencial. Mas não menos importante é velar para que a criação de empregos não seja prejudicada pelo avanço tecnológico.”

Reciclar
Começa hoje e termina amanhã o Seminário e Rodada de Negócios Brasil-Hamburgo em Tecnologias Ambientais, na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Serão debatidos temas como a economia de energia e água nos processos industriais, reciclagem da água e a incineração de resíduos perigosos.

Campeão seletivo
Engaiolado ontem pela Polícia Federal, o ex-governador Roraima Neudo Campos achou por bem mobilizar em defesa da sua honra o título de “campeão no Brasil do cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal”. Além da ajuda duvidosa produzida pela defesa de um instrumento que divinizou os pagamentos financeiros em detrimento dos demais gastos públicos, faltou a Campos completar a frase: “Sou campeão do cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal… para os outros.” Já para a turma incluída na folha paralela de pagamentos…

Escola
Neudo está longe de ser o primeiro defensor seletivo da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Eleito há cerca de cinco anos governador do Espírito Santo, José Ignácio Ferreira assumiu reduzindo salários de servidores e promovendo cortes drásticos nos gastos públicos. Poucos meses depois, era flagrado contratando a própria mulher, entre outros parentes e apaniguados que julgava merecer tratamento diferenciado.

Terra arrasada
O presidente da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), entidade com 50 mil sócios filiados na sua base de sindicatos, Jorge Luiz Gomes, teme que, se aprovada, “a extinção da contribuição sindical obrigatória terá um efeito devastador no meio sindical brasileiro, decretando, já ao seu início, desde uma redução brusca nas atividades dos sindicatos até o fechamento compulsório das portas entre aqueles de menor porte”.

Especulação
Sobre crescimento econômico, Gomes é enfático. Sem repensar a pesada carga tributária imposta ao país, uma das mais elevadas do mundo, persistirão as sérias dificuldades para gerar empregos e atrair capitais de risco em investimentos, hoje sustentados apenas pela especulação financeira. “Temos ainda que favorecer a participação da engenharia nacional em obras de infra-estrutura como fonte geradora de empregos, recolhimento de tributos e de formação e consolidação de novas tecnologias”, sustenta o presidente da FNE. Dirigentes de sindicatos de engenheiros de todo país estão em Florianópolis, onde até sábado acontece o quinto congresso da categoria.

Inteligência
O ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Jorge Armando Felix, participa hoje, às 10h, de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados. O tema é a “Atividade de Inteligência – Consulta à Sociedade”.

Artigo anteriorEnforcado
Próximo artigoLá & cá
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.