Pré-Alca

Os produtores brasileiros de laranja denunciam nova investida protecionista dos Estados Unidos. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Exportadores de Cítricos (Abecitrus), Ademerval Garcia, os norte-americanos só aceitam importar produtos livres do defensivo à base de dimetoato, usado contra as cigarrinhas no campo. “Esse produto está entre os 320 defensores agrícolas aprovados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e não é ilegal”, diz Garcia.

Perigo na escola
A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), lançou, ontem em Brasília o livro Droga nas Escolas. O objetivo é contribuir para o debate e a definição de políticas públicas para enfrentar o problema. Foram entrevistados 50.049 alunos, 3.099 membros do corpo técnico-pedagógico e 10.225 pais de alunos. Segundo as pesquisadoras Miriam Abramovay e Mary Garcia Castro, cerca de 10% dos alunos bebem regularmente e cerca de 3% fumam diariamente.
Ainda segundo a pesquisa, 3% admitem consumir drogas ilícitas diária/ou quase todos os dias/ou nos finais de semana; 4,9% já experimentaram e não usam mais; e a grande maioria, 92% (4,3 milhões de alunos), disse nunca ter feito uso de drogas ilícitas. Porém, 2% consomem maconha; 0,6% (27,1 mil) usam cocaína/pó; 0,4% (19,7 mil) usam cola/inalantes; 0,3% (14,8 mil) e 0,4% (quase 18 mil), respectivamente, usam merla e crack; e 0,3% (12,2 mil) usam drogas injetáveis.

Sopa no mel
Até 1995 importador de mel, o Brasil passou a exportador e no primeiro semestre de 2002 vendeu US$ 5,3 milhões, crescimento de 88,7% sobre o ano anterior. O mel orgânico é hoje a única commodity com falta de oferta no mundo, escassez que deverá permanecer até o final da década, acredita o Banco do Nordeste, que já alocou R$ 76 milhões nos últimos dois anos para incrementar a atividade.

Literatura
Começou ontem o II Seminário de Estudos de Cultura e Literatura Brasileira, no Fórum de Ciência e Cultura da Univerisdade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), promoção conjunta com a Faculdade de Letras. Narrativa Moderna, Literatura e Violência, Teoria e Crítica Literária são alguns dos assuntos que serão abordados. Mais informações pelo telefone (21) 2295-1595 ramais 113 e 117 ou em www.forum.ufrj.br

Homenagem
O presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do Rio de Janeiro (Crea-RJ), José Chacon de Assis, recebe hoje, às 15h, no Palácio Tiradentes, o título de Benemérito do Estado do Rio de Janeiro. Chacon é engenheiro eletricista e, em março deste ano, foi reeleito coordenador nacional do Movimento da Cidadania Pelas Águas. Ambientalista, é autor dos livros Brasil 21 e Brasil Cidadão, nos quais critica o neoliberalismo e as políticas do FMI. A homenagem ocorreu por iniciativa do deputado estadual Wolney Trindade (PMDB-RJ),

Margem de erro
Não é apenas nas pesquisas eleitorais que as previsões do diretor do Ibope Carlos Augusto Montenegro passam a anos luz do alvo. Em entrevista à revista do Botafogo de 2000, Montenegro prometia aos torcedores, com direito a chamada na primeira página da publicação, que “o time do Botafogo não dará mais vexames”. A afirmação era uma alusão à péssima campanha no Campeonato Brasileiro de 1999, quando o clube escapou, na margem de erro, de cair para a segunda divisão. Apenas dois anos depois, com o alvinegro dirigido por uma diretoria apoiada por Montenegro, a previsão não poderia soar mais ironicamente amarga.

Com-tela
Durante dois meses (entre 10 de setembro e 10 de novembro), as famílias que vivem nos assentamentos do MST no Mato Grosso do Sul tiveram a oportunidade de assistir aos seguintes filmes: Sonho de Rose, Zagati, Tainá – Uma aventura na Amazônia, Decisão, Ilha das Flores, O Auto da Compadecida, Palace II, Onde São Paulo Acaba e O Menino Maluquinho. Os filmes foram escolhidos pelo MST e pela equipe do Cinema Voador. Foi a primeira vez que os acampados entraram em contato com a telona.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDesnacionalização
Próximo artigoRepasse

Artigos Relacionados

Suíça é ponte para exportações à Rússia

Vendas do País que lava mais branco aos russos cresceram mais de 80% desde fevereiro.

Homens pintam melhor que mulheres?

Não, mas recebem 10 vezes mais por obra.

Rio tem opções de áreas para termelétricas

Estado tem as melhores características na Região Sudeste, diz Wagner Victer.

Últimas Notícias

BNDES: R$ 6,9 bi para construção da linha 6 do metrô de SP

Total previsto de R$ 17 bilhões financiados por um consórcio de 11 bancos

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Títulos públicos prefixados: maiores rentabilidades de julho

Destaque ficou com os prefixados de vencimentos mais longos, representados pelo IRF-M1+

Economia prepara projeto para abrir fundos de pensão ao mercado

Em jogo, patrimônio de R$ 1 trilhão acumulado pelos fundos fechados de previdência.