Pulga e elefante

Esta coluna, sempre preocupada com a moralidade pública, não pode deixar de apoiar os pedidos de investigação, feito pelo PSDB, dos gastos de cerca de R$ 75 milhões com cartões corporativos do Governo Federal. Mas aguarda que os tucanos também corram atrás de assinaturas para criar uma CPI para investigar os gastos um pouco maiores – R$ 159,5 bilhões – em juros da dívida pública no ano passado.

Dinheiro vivo
O Coaf aplicou, pela primeira vez, multa a empresas do segmento imobiliário que não cumpriram a Resolução 14, que determina que transações com imóveis acima de R$ 100 mil feitas em espécie devem ser comunicadas ao órgão. Segundo o Coaf, em 2006 foram 747 comunicações de operações atípicas do setor imobiliário; em 2007, este número subiu para 1.736. As multas aplicadas variaram entre R$ 12 mil a R$ 581 mil.

Eu voltei
Após alguns anos afastada das prateleiras do mercado brasileiro, a marca alemã Braun retoma as atividades comerciais no país, através da empresa Eletrônicos Prince. Todos os produtos - como barbeadores, escovas de dente e termômetros digitais – chegam ao Brasil com dois anos de garantia.

Bala perdida
O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e o seu secretário de Segurança, José Mariano Beltrami, precisam afinar o discurso sobre os problemas na PM do estado. Um dia depois de Cabral assegurar que “não existe crise na PM”, Beltrami afirmou, quinta-feira, que “a crise já acabou”. Só para entender: como é que termina uma coisa que não existiu?

Pelo mundo
O Campus Ipanema da UniverCidade, no Rio, inaugura dia 19 próximo a exposição de fotos Destinos Turísticos: uma viagem global. São 60 fotos de um total de 10 mil do acervo do professor Bayard Boiteux, dos 80 países que visitou. Foram escolhidas pelos curadores Robera Guimaraes e Mauricio Werner, levando em conta originalidade e exotismo. A mostra termina em 9 de março

Flash
Na exposição Um jeito de olhar, Paulo Vogel – diretor-presidente da Altermark Comunicação, e que foi vice-presidente de Operações da Giovanni & Associados por nove anos – tira o pó de negativos que acumulou em 25 anos de viagem, com qualidade elogiada por profissionais do mercado publicitário. A mostra está em www.sendme.com.br/artefoto/jeitodeolhar/

Novos ares
A agência de publicidade Strenna Comunicação Corporativa, que atende sete dos 15 hotéis da orla carioca, depois de registrar um crescimento de 50% em 2007, vai se aventurar em solo paulistano e mergulhar de cabeça no mercado nordestino. Com isso, a agência espera expandir esse ano 35% no mercado carioca e 25% fora do Rio. A agência é responsável pelas contas do Sheraton Rio, Caesar Park, Hotéis Marina, Ritz, Le Meridien, dentre outros.

Choque de realidade
Anda desaparecido do Ex-blog do prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia, o ex-prefeito de nova York Rudolph Giuliani. Ele, que é um dos ídolos do prefeito do Rio, renunciou à pré-candidatura republicana após constatar que o prestígio de que desfruta na mídia é inversamente proporcional ao apoio do eleitorado – mesmo o do Partido Republicano. Outro direitista que Cesar Maia admira é Alvaro Uribe, presidente da Colômbia, que, assim como o ex-prefeito de Nova York, é adepto do estilo “prendo e arrebento”. Nem mesmo nesta sexta-feira, após confirmada a renúncia de Giuliani, o prefeito do Rio escreveu uma palavra de solidariedade.

Inversão
Criticado ao ser promovido de presidente do Banco Central a ministro, Henrique Meirelles, na prática, está hierarquicamente acima do seu suposto chefe, Guido Mantega. Essa é a opinião do economista Dércio Munhoz, da UnB: “O Ministério da Fazenda hoje está subordinado ao Banco Central.”

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Artigo anteriorMilícia monetária
Próximo artigoBloco dos Sujos
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Trava política impede recuperação mais forte

Nesta segunda, mercados aqui foram na mesma direção do exterior em recuperação, mas sem mostrar maior tração. 

Sony deixará de vender áudio e vídeo no Brasil

Multinacional japonesa venderá aqui apenas consoles de games importados.

ISM Manufacturing teve a maior leitura desde fevereiro de 2018

Expectativa é de melhora continuada dado o avanço da vacinação, bem como o estímulo fiscal projetado para ser aprovado em meados de março.

Rede estadual de ensino do Rio volta hoje às aulas

Alunos terão aulas remotas e presenciais, com turmas em sala de aula em dias alternados em função da pandemia.

Mercado interno sobe seguindo bom humor global

Exterior avança após pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão ser aprovado pela Câmara dos Representantes dos EUA.