Quase voluntária

O Laboratório Cristália diz que o Ministério da Saúde tem uma alternativa à quebra de patentes de medicamentos usados no coquetel para tratamento da Aids. Segundo o presidente da empresa, Ogari de Castro Pacheco, as multinacionais podem conceder uma licença voluntária para que o Cristália possa desenvolver os anti-retrovirais que abastecem o governo federal. “Dispomos de tecnologia e capacidade para produção local e já estamos em negociações com as multinacionais para resolver o impasse”, diz Ogari Pacheco.

FHC 3
“A chamada prudência dos primeiros meses de governo, quando todas as decisões ainda se alinham ao modelo da era FHC, é menos uma decisão política consciente e planejada, e mais o resultado da falta de uma proposta mais clara de retomada do crescimento.” A crítica é do deputado Roberto Freire, em documento do PPS que analisa os primeiros seis meses do governo Lula. Freire pisa na tecla que Lula, quando candidato, não apresentou um projeto estratégico de governo para o Brasil. “Assim, acabou por assumir um certo ritmo de continuísmo fernandista” – acusação que, vinda de quem vem, deve deixar os petistas autênticos arrancando os cabelos.

Lá e cá
Roberto Freire não se esquiva de criticar o sistema financeiro – “o grande crupiê da economia” – e chega a defender que os “ninhos ocupados hoje avassaladoramente pelos cordiais amigos e defensores deste segmento de feia plumagem” devem ser passados para outros pássaros. Se bate nos bancos, o deputado ex-comunista não se furta também a criticar o relacionamento do governo com o Movimento dos Sem-Terra (MST). Por fim, Freire conclui – de forma um tanto vaga – que, se “as esperanças, para quem imaginava só ruptura, morreram em 150 dias de governo Lula”, ainda estão “muito vivas” para quem “pretende mudar o Brasil com realismo e responsabilidade”.

Américas
“Integração regional nas Américas” é o tema de conferência no próximo dia 31, no Centro Brasileiro de Estudos Estratégicos (Cebres), às 14h30. Os conferencistassão os professores Antonio Carlos Peixoto (cientista político, Uerj) e Theotônio dos Santos (economista, sociólogo, UFF, membro do Conselho Editorial do MONITOR MERCANTIL). O moderador será o general-de-exército Leônidas Pires Gonçalves. O Cebres fica na Av. Presidente Antônio Carlos, nº 375, salas 1104 e 1106, Rio de Janeiro.

Acesso
Em fase de modernização, a Prefeitura de Juiz de Fora será a primeira no Brasil a utilizar o sistema de gestão integrada (ERP) da Oracle, multinacional gigante da informática. Um dos pontos fortes será a Internet: serão instaladas estações de acesso à rede em locais públicos, como shopping centers, para permitir que o contribuinte possa acessar os serviços que passarão a ser prestados. O sistema vai permitir à cidade mineira economizar nos processos da gestão pública. Quem sabe assim sobra verba para aplicar na cidade, que em alguns pontos está com ar de abandono.

Manchete
Será no próximo dia 2 o lançamento do livro O jornalismo dos anos 90 (Editora Futura), de Luís Nassif. Na Pinacoteca do Estado (Praça da Luz, 2 – Centro, São Paulo), das 11h às 14h.

Orgânico
Será lançada hoje, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a Conferência BioFach no Brasil, evento a ser realizado em setembro e que visa promover o desenvolvimento de mercados internos de produtos orgânicos no Brasil e na América do Sul. Às 9h, na AV. Graça Aranha 1 – 13º andar.

Verbas
Dando prosseguimento à Campanha Nacional pelo Direito à Educação, acontece hoje, às 10 horas, no plenário 4 da Câmara Federal, evento público pela não redução dos recursos para o setor. O ato, que será seguido de debate público, conta com o apoio da Unesco no Brasil.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPeça pirata
Próximo artigoMadeira

Artigos Relacionados

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Inflação engorda lucros de bilionários de energia e alimentos

Fortunas dos ricaços desses 2 setores aumentaram US$ 1 bilhão a cada 2 dias desde 2020.

Últimas Notícias

Setor de energia é um dos alvos preferidos de hackers

Mais de 60% de todos os ataques foram de phishing; organizações criminosas de hackers são ameaça às infraestruturas críticas do Brasil.

Países árabes planejam expansão de energia limpa

Omã, Marrocos, Argélia e Kuwait estão entre os que têm planos mais ambiciosos.

‘Governo não apenas poderia, como deveria intervir na Petrobras’

Para especialista, Governo Federal deveria estar mais atuante para combater os preços abusivos dos combustíveis em toda a cadeia.

Exterior cauteloso pode prejudicar negócios locais

Índices futuros acionários em Nova Iorque operam em queda significante: temores relacionados a uma possível recessão nos EUA.

Marrocos quer se desenvolver como polo de tecnologia

Setor digital emprega 120 mil pessoas no país; país tem investido em acordos e memorandos para aumentar investimento na área.