Quem disse que vinho não combina com Carnaval?

Sugestões de espumantes, vinhos brancos, rosés e drinks com vinho para embalar a festa

48
Brinde com dinks com vinho
Drinks com vinho (foto Unsplash)

Carnaval na terra do samba é quente, em todos os sentidos. Nos ares dos trópicos, nem a uva nem o vinho são culturas nativas, mas nem por isso deixam de ser adaptáveis. Prova disso está na crescente expansão da produção e consumo de vinhos finos em nossa terrinha. A errônea visão de que vinho bom é vinho tinto não estimula o consumidor (especialmente iniciante nesse universo) a descobrir a enorme fonte de prazer que reside nos vinhos de perfil mais fresco e que podem estar associados aos momentos de calor e festa.

Assim, vou passar algumas dicas para quem gosta de vinho e quer associá-los à folia carnavalesca de forma prazerosa. Primeiro ponto, qualquer álcool tem efeito desidratante. Associado ao calor e ao dispêndio de energia da folia de Carnaval, é imperativo beber água sempre. Mesmo os vinhos mais leves têm um teor alcoólico maior do que as cervejas mais comuns. Beber água junto é reidratar e diluir seu impacto no organismo, evitando desagradáveis efeitos colaterais.

O primeiro vinho “carnavalizável”, que já caiu no gosto dos brasileiros, é o espumante, do qual somos excelentes produtores. Há várias opções nacionais com ótimo custo/benefício. Para falar de algumas marcas de destaque: Cave de Geisse, Casa Valduga, Valmarino, Adolfo Lona, Don Guerino, Hermann Lírica, Monte Paschoal, Maximo Boschi, Casa Perini etc. Há possibilidades distintas, em termos de qualidade, estrutura, suavidade.

Para quem quer um espumante mais fresco, recomendo brancos extra-brut ou brut. Prefiro o primeiro, mas o brut normalmente é mais frutado, para quem não gosta de uma bebida muito seca. Para aqueles com baixa tolerância ao caráter seco, há opções demi-sec (meio seco) e, ainda, a possibilidade de se beber o espumante moscatel, mais adocicado e menos alcoólico (entre 7% e 8% vol). Há ainda os espumantes rosés brut, mais estruturados, mas também refrescantes.

Espaço Publicitáriocnseg

O espumante normalmente tem acidez bem alta, o qual, se bebido em maior quantidade, pode afetar quem é sensível à acidez. Neste caso, pode-se optar por vinhos brancos e bastante frescos, em muitos casos levemente menos ácidos e com mais presença de fruta do que os espumantes. Algumas possibilidades bem disponíveis no mercado são vinhos das uvas Sauvignon Blanc, Chardonnay (sem passagem por madeira), Riesling, Alvarinho/Albariño (ou Vinho Verde branco), Pinot Grigio, Chenin Blanc, Verdejo (Espanha), Muscadet (França) e Torrontés (Argentina).

Ultimamente, há uma oferta considerável também de vinhos rosés (sem efervescência), a começar pelos da região de Provence, na França, que apresentam um perfil mais delicado e muito apreciado. Há também uma boa oferta de rosés da América do Sul, portugueses, espanhóis, italianos. Recomendo a opção por perfis menos concentrados em cor e álcool, que podem ser muito calorosos e pesados para a ocasião.

Drink Rossini, feito com vinho espumante, ótimo para o Carnaval
Rossini (foto Unsplash)

Pode-se ainda pensar em opções mais criativas, para quem tiver disposição. Hoje os drinks estão em alta e muita gente não sabe que há vários coquetéis que usam vinhos em suas receitas. Seguem algumas opções com perfil mais refrescante.

BELLINI

Ings: espumante brut, suco de pêssego batido. bem leve.

Encha uma flute (taça longa para espumantes) com ¼ de suco de pêssego batido e complemente com espumante.

ROSSINI

Ings: 100ml de espumante brut, 3 morangos.

Macere ou bata morangos no liquidificador com leve açúcar (opcional). Deixe o purê ficar bem gelado no refrigerador. Em uma flute, coloque o purê de morangos e complemente com espumante.

Drink Mimosa
Mimosa (foto Unsplash)

MIMOSA

Ings: suco de laranja fresco e espumante brut.

Prepare suco fresco de laranja e encha a taça com 1/3 de suco e o restante de espumante.

KIR ROYALE

Ings: 90ml de espumante brut; 10ml de crème ou licor de cassis. Em uma flute, sirva o licor de cassis e cubra com espumante bem gelado

CLERICOT TROPICAL

Para ser preparado em uma jarra, misturando ingredientes abaixo. Pode-se fazer variações.

Ings: 1 garrafa de vinho branco; 2 latas de água tônica; ½ abacaxi cortado em cubos (deixe no congelador antes do preparo); 1 carambola em fatias finas (formato de estrela); 1 romã; Cubos de gelo a gosto.

PORTÔNICA

Uma ótima forma de se beber vinho do Porto branco.

Ings: 80 ml de vinho do Porto branco; 80 ml de água tônica; 2 fatias de limão-siciliano; 1 fatia de laranja.

Em uma taça (tipo de vinho tinto) cheia de gelo, misture o vinho e a água tônica. Decore com as fatias de limão e laranja

Visite a página de Míriam Aguiar no Instagram e se inscreva em cursos e aulas de vinhos presenciais e online. Instagram: @miriamaguiar.vinhos. Blog: miriamaguiar.com.br/blog

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui