Quem ganhou com tratamento precoce da Covid-19

Vendas de remédio sem eficácia cresceram 29 vezes.

A CPI da Pandemia decidiu nesta quarta que vai pedir o bloqueio de recursos da empresa Vitamedic, fabricante da ivermectina. O bloqueio será pedido à Justiça Federal para garantir

ressarcimento aos cofres públicos, já que o medicamento sem eficácia comprovada para tratamento contra o coronavírus foi vendido a estados. Senadores acusaram a empresa de lucrar milhões de reais com a venda do remédio e fazendo propaganda mesmo sem ter qualquer estudo acerca da medicação à custa de milhares de vidas perdidas para a Covid-19.

O depoente do dia foi Jailton Batista, diretor-executivo da Vitamedic. Ele contestou na CPI que a empresa teria oferecido algum incentivo a médicos para receitarem ivermectina, que faz parte do chamado kit-Covid, no tratamento da Covid-19. Mas o senador Otto Alencar (PSD-BA) apresentou documentos que mostram pagamentos no valor de R$ 10 mil a profissionais que, para

incentivar tratamento precoce contra o coronavírus, de um medicamento sem eficácia comprovada cientificamente, após ser incentivado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Em resposta ao senador, o diretor da empresa negou relação entre o pagamento e a receita dos medicamentos.

“O pagamento não foi para estimular, foi só para levantar informações”, disse Batista. De acordo com ele, os médicos foram financiados para levantar informações sobre estudos em andamento.

Batista confirmou dados apresentados pelo relator da CPI, Renan Calheiros, que haviam sido repassados anteriormente pela empresa. Segundo os números, as vendas com ivermectina

totalizaram R$ 15,7 milhões em 2019. No ano seguinte, já durante a crise da Covid-19, o faturamento com o produto foi de R$ 470 milhões, ou seja, 29 vezes maior.

“Houve uma demanda do produto, nós somos fabricantes, nós produzimos o que o mercado demanda. Foi só isso”, disse o diretor em resposta aos questionamentos. “Ele tem a indicação terapêutica para outras doenças. Para qualquer produto nosso, a gente vai produzindo conforme a demanda do mercado”, explicou.

Propaganda

Sobre o financiamento de anúncio a favor do tratamento precoce, Jailton Batista afirmou que o pedido foi feito pela Associação Médicos pela Vida e a empresa prontamente aceitou custear as publicações em vários meios de comunicação do que chamou de “estudo técnico” dos profissionais de saúde.

O custo total para a empresa foi de R$ 717 mil, contou Batista.

Além do pagamento aos médicos, a CPI apontou para movimentações atípicas nas contas da empresa, conforme informações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) citadas pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA). “Nós desconhecemos qualquer pagamento atípico. Nossa empresa, ela é muito…Nós somos uma empresa que é auditada por auditorias internacionais e não podemos ter esse tipo de procedimento na nossa companhia”, afirmou o diretor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

STF desbloqueia bens de Lula

Por maioria de três votos a um, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta sexta-feira, desbloquear os bens do ex-presidente Lula...

Senadores cobram aperfeiçoamentos na PEC dos Precatórios

Os senadores pediram aperfeiçoamentos na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 23/2021, a PEC dos Precatórios, cujo relatório foi lido nesta quarta-feira na Comissão...

Alcolumbre deve pautar sabatina de Mendonça ao STF na próxima semana

Parlamentares devem votar outras nove indicações pendentes de deliberação no colegiado.

Últimas Notícias

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Petrobras: mais prazo de inscrição no novo Marco Legal das Startups

Interessados em participar do primeiro edital da Petrobras baseado no novo Marco Legal das Startups (MSL) poderão inscrever-se até o dia 12 de dezembro....

Canal oficial para investidor pessoa física na B3

A partir desta sexta-feira, a nova área logada do investidor da B3, lançada em junho, passa a ser o canal que centraliza todas as...

Fitch Ratings atualiza metodologia de Rating de Seguros

A Fitch Ratings, agência de classificação de risco, publicou nesta sexta-feira relatório de atualização de sua Metodologia de Rating de Seguros. Segundo a agência,...

STF desbloqueia bens de Lula

Por maioria de três votos a um, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta sexta-feira, desbloquear os bens do ex-presidente Lula...