Quem semeia vento…

O governo do PT se prepara para colher mais uma tempestade neste domingo. A Lava Jato e a crise econômica são apenas parte do enredo, que, como diria Brizola, vem de longe, em 2002, quando Lula divulgou a malfadada Carta ao Povo Brasileiro, uma rendição para obter o aval das elites em nome de uma suposta governabilidade, que tornou-se a pedra central dos governos petistas. Ali, o medo destronou a esperança. E não deixa de ser irônico que hoje uma parte desta elite, que sempre esteve ao lado do poder, estivesse ele ocupado por quem fosse, esteja indo para trás das grades, enquanto outra parcela se volta para destituir o governo “debaixo de vara”.

Como esta coluna já teve oportunidade de dizer, não há como resistir a dois anos de forte recessão – tão severa que motiva comparações com a década perdida. A manutenção ou não de Dilma ainda divide a oposição, já que alguns acreditam que ela, manietada, implementa a política que defendem e fica com o desgaste; outros, como sede de poder, querem o impeachment já; há grupos que preferem manter a presidente lá enquanto algum nome do interesse deles se torne viável eleitoralmente; finalmente, há aqueles que não desejam enfrentar as urnas, ainda mais com Lula solto, e torcem pela solução palaciana, com Temer assumindo a Presidência.

Em comum, os grupos centram fogo na crítica à corrupção, mas poupam o desastre econômico dos dois últimos anos – afinal, é a política que defendem. No final, o povo, aquele, da Carta, é quem sofre as piores consequências.

Fatos

Os dois últimos anos, potencializados por uma mídia de oposição, fizeram boa parte das pessoas – classe média, em especial – acreditar que os governos Lula e Dilma só fizeram o Brasil andar para trás. Vários indicadores mostram o contrário, inclusive o do Produto Interno Bruto. Em 1995, quando FHC assumiu a Presidência, o Brasil ocupava a oitava posição na economia mundial, segundo o critério do PIB. Em 2003, Fernando Henrique entregou o país a Lula na 15ª posição.

O primeiro presidente petista passou o bastão a Dilma com o Brasil na sexta colocação. Houve queda para sétimo, nos anos seguintes. Em 2015, com a receita de arrocho fiscal acatada pela presidente, a economia despenca – há a necessária correção do dólar, também – e o país deve ficar na nona posição.

Sem o acento

Não se sabe bem por qual motivo a palavra triplex invadiu os noticiários como tríplex, com acento agudo no “i”, indicando que se trata de uma paroxítona. Os dicionários – o Volp da Academia Brasileira de Letras inclusive – registram como corretas as duas formas. A preferência seria para a primeira, oxítona, maneira mais moderna de pronunciar. Alguém aí por acaso utiliza dúplex?

Escalada

A Unesco, a Associação Nacional de Jornais (ANJ) e outras entidades ligadas à mídia mostraram preocupação com recentes “atos de violência praticados contra jornalistas e meios de comunicação”. Um destes atos seria a ação de integrantes do MST, que na quarta, segundo a ANJ, fizeram reféns, durante 20 minutos, dois jornalistas da TV Tarobá, em Cascavel, no Paraná.

Agilidade

É bom a ANJ mostrar uma rapidez que não ocorreu em outras ocasiões. Em abril de 2011, esta coluna registrou que somente quatro dias após o assassinato do radialista e apresentador de televisão Luciano Leitão Pedrosa, em Vitória de Santo Antão, Zona da Mata de Pernambuco, a entidade manifestou seu repúdio e pediu às autoridades para que apurassem com presteza as circunstâncias do assassinato.

Vendas de volta

Quase R$ 300 milhões em vendas online – dos principais sites brasileiros – foram recuperados pela MundiPagg, empresa especializada no processamento de transações no comércio eletrônico que detém 40% do mercado brasileiro, segundo dados apresentados pela companhia. A MundiPagg anunciou Guilherme Pizzini, que ocupava o cargo de diretor de Operações, como novo CEO da empresa,.

Rápidas

A temporada 2016 do Baile do Caxias Shopping (RJ) começa nesta segunda, com banda ao vivo para o público que gosta de dançar, ou somente ouvir boa MPB, boleros e sucessos internacionais. O evento acontece das 17h às 21h *** Aos 28 anos, a designer Alejandra Flechas, colombiana que mora em São Paulo, onde cursa pós-graduação de Gestão Estratégica de Vendas no Mackenzie, foi uma das três vencedoras do concurso mundial de arte e design gráfico promovido anualmente pela canadense Corel Corporation. Ela foi premiada na categoria Têxtil & Moda por seu trabalho de criação de uma coleção de acessórios batizada de “Bananas” *** No próximo dia 5, serão conhecidos os vencedores do Prêmio ABComm de Inovação Digital 2016. A cerimônia de entrega será durante o evento DigitalizeME, em São Paulo, com direito a palestra de Dave Heaster, ex-diretor de E-commerce da Foot Locker. No total, são 12 categorias. Inscrições no site http://www.abcomm.org/premio-abcomm.php *** Em cartaz no Carioca Shopping até 3 de abril a exposição Panorâmicas do Rio, que reúne 30 imagens que revelam ângulos diferenciados de pontos turísticos e arquitetônicos da cidade clicados pelo fotógrafo e designer Henrique Jordan.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

É urgente a revogação da PPI

Federação do Fisco taxa PEC de Bolsonaro de eleitoreira.

Olavo de Carvalho, quem diria, já escreveu no MM

Críticas à ‘Nova Ordem Mundial’, ‘Globo’, ‘Time’ e Garotinho.

Commodities voltam a subir e ameaçam inflação

Brasil dependerá, mais que nunca, do comportamento do real frente ao dólar.

Últimas Notícias

Prazo para Apresentação do 3º Ciclo da Oferta Permanente

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou nesta quinta-feira que todas as empresas inscritas interessadas em participar do 3º Ciclo...

Governo aposta na abertura do mercado de gás natural em Rondônia

O governo acredita que a abertura do mercado de gás natural no estado de Rondônia vai potencializar a exploração de gás na bacia dos...

Faturamento da mineira Lett avançou 70% em 2021

A Lett, startup mineira especialista em Trade Marketing Digital, reportou que em apenas 12 meses, a empresa conseguiu um aumento de mais de 70%...

Relatório lista marcas chinesas como globalmente mais fortes

Várias empresas chinesas figuram entre as marcas mais fortes e de crescimento mais rápido do mundo listadas pelo relatório “Global 500 2022”, da consultoria...

Brasil quer retaliar países em disputas paralisadas na OMC

O Congresso Nacional vai analisar uma medida provisória que autoriza o Brasil a suspender concessões e até retaliar membros da Organização Mundial do Comércio...