'Rachadinha': mulher de Queiroz coloca tornozeleira eletrônica

Márcia Aguiar ficará em prisão domiciliar junto com o marido; após três semanas foragida, ela voltou para casa no último dia 11.

Política / 14:13 - 17 de jul de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Márcia Aguiar, mulher de Fabrício Queiroz, se apresentou hoje à Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) do Rio de Janeiro e colocou tornozeleira eletrônica. Depois de ficar três semanas foragida, ela voltou para casa no último dia 11, depois de conseguir o benefício da prisão domiciliar junto com o marido.

No entanto, como ela ainda não havia colocado o dispositivo, a Justiça do Rio de Janeiro deu ontem prazo de 24 horas para que ela se apresentasse à Seap e colocasse o equipamento de monitoramento.

No dia 18 de junho, o Ministério Público prendeu Queiroz, na casa do advogado Frederick Wassef, que era advogado da família Bolsonaro, em Atibaia (SP).

Queiroz é investigado em um esquema de 'rachadinha' na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) quando ele era assessor do então deputado estadual e hoje senador Flávio Bolsonaro (PSL). Márcia também trabalhou no gabinete de Flávio.

Segundo a Seap, além de colocar o equipamento, Márcia "recebeu as orientações necessárias e cumpriu todos os trâmites de praxe para o cumprimento da decisão judicial".

No dia 18 de junho, o senador Flávio Bolsonaro disse, pelo Twitter, que encarava a prisão do ex-assessor com tranquilidade e que a verdade iria prevalecer.

 

Agência Brasil

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor