Raspadinha

Fazer uma ligação de um telefônico público no Peru é um complexo exercício intelectual, que exige concentração e paciência. Cada vez que necessita telefonar, o usuário precisa raspar a tarjeta (cartão telefônico) para identificar o código do cartão. Depois disso, é necessário discar os 12 algarismos do cartão mais 147 (o código da Telefónica de España, detentora do monopólio das telecomunicações no país), para, só então, discar o número desejado. Tal empreitada, acredita-se, não tem por objetivo apenas irritar os contribuintes, mas estimular a migração para a telefonia móvel, de tarifas ainda mais salgadas.

Pós-bravata
Mais um sinal dos novos tempos que embalam o realismo petista. Quem entra no site da CUT do Ceará (www.cutceara.org.br) é convidado a participar de enquete que tem como pergunta: “Você concorda com o novo acordo que o Brasil fez com o FMI?”. Para espanto de quem esperava uma lavada do não, até a última terça-feira, o placar estava empatado em 50% de votos favoráveis e contrários ao acordo com o fundo. No fim da tarde de quarta-feira, o placar tendia um pouco mais para o não – 67,74% contra 32,26% da turma do sim. O mais espantoso é o baixo número de participantes, 31 votantes apenas até ontem, o que denuncia que a adesão às teses malanianas na cúpula do central são mais profundas do que temem petista incautos sobre a profundidade da opção do PT pelas teses que tanto combatia.

Eu não disse?
Em 1992, quando foram aprovados pelo Ministério da Saúde os testes com a vacina AidsVax, o professor Carlos Alberto Moraes de Sá, pesquisador do Hospital Universitário Gafrée e Guinle, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), alertou para a provável ineficácia dos testes na população brasileira devido à incompatibilidade entre as vacinas e os vírus que circulam nesta população e para os riscos de resultados negativos prejudiciais aos voluntários que participaram dos testes.
O imunologista enfatizou a necessidade de investimento em pesquisas básicas sobre o vírus da Aids e no esforço para o desenvolvimento de uma vacina preventiva que evite a infecção. No próximo dia 1º, Dia Mundial do Combate à Aids, a Unirio fará palestras sobre o assunto, das 10h às 12h, no Auditório Vera Janacopulus, no campus da Urca (Av. Pasteur 296).

Verde
O programa Avaliação do Ecossistema do Milênio reunirá seu conselho executivo na Associação Comercial do Rio de Janeiro, no próximo dia 5. Lançado pelo secretário-geral da ONU, Koffi Annan, como o projeto ambiental e social mais importante do mundo, o programa é baseado nas principais convenções internacionais. A solenidade de abertura deverá ser presidida pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, contando com a presença do governador do Acre, Jorge Viana (PT), e do diretor do programa Millennium Ecosystem Assessment, Walt Reid.
Fernando Almeida, presidente-executivo do Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável (Cebds), destaca que, pela primeira vez, um projeto desse vulto não ficará restrito a um grupo hermético de cientistas ou a poucos privilegiados. “O produto dessa profunda discussão sobre os limites e os potenciais dos ecossistemas estará disponível aos mais variados segmentos da sociedade mundial”, promete.

Mensagem
A Associação e o Sindicato dos Bancos do Rio de Janeiro realizarão, nos dias 1 a 3 de dezembro, curso sobre Comunicação Empresarial. O objetivo é desenvolver nos profissionais uma qualificação cada vez mais exigida pelas empresas: a capacidade de se comunicar de forma eficaz. Informações e inscrições por (21) 2253-1538 Fax: (21) 2253-6032, [email protected] e www.aberj.com.br

Feliz
Qual é o dia mais difícil da semana? Dez entre dez pessoas respondem: segunda-feira. A síndrome do primeiro dia útil pode ficar para trás para quem ler Segunda-Feira Feliz (Editora Celebris), dos consultores Auro Honda, Sandra Gentil e Sonia Lota. Utilizando as lições de vida dos animais, o livro aponta caminhos para uma segunda-feira menos estressante e, consequentemente, para uma vida com mais qualidade.

Artigo anteriorRaspadinha
Próximo artigoMau velhinho
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Cristiano Ronaldo, Coca-Cola e Nelson Rodrigues

Atitude do craque português realmente derrubou ações da companhia de bebidas?

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Brasil: 3º maior em descomissionamento offshore em 10 anos

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 1584/21 que propõe regras para o desmonte e a reciclagem de embarcações e de instalações...

Eve faz parceria para acelerar soluções de mobilidade aérea urbana

A Eve Urban Air Mobility Solutions, Inc (Eve), da Embraer, e a Skyports, companhia líder no segmento de vertiportos, anunciaram nesta segunda-feira uma parceria...

UE promete tolerância zero em relação a fraude

A Comissão Europeia vai ter “tolerância zero” em relação à fraude e às “desconformidades” na utilização dos fundos europeus por parte dos 27 Estados-membros...

Primeiros REITs da China começam a ser negociados

O primeiro lote de fundos de investimento imobiliário em infraestrutura (REITs, sigla em inglês) da China começou a ser negociado nesta segunda-feira, com cinco...

Investimento estrangeiro direto recua 20 anos no Brasil

Os fluxos de investimento estrangeiro direto (IED), devido a crise da Covid-19, despencaram globalmente em 35% em 2020, ao passarem de US$ 1,5 trilhão...