RCEP traz mais de 8,7mi de benefícios para empresas de Zhejiang, China

A Parceria Econômica Regional Abrangente (RCEP) forneceu novas oportunidades de exportação para as empresas da Província de Zhejiang, leste da China, desde a sua entrada em vigor em 1 de janeiro de 2022, informou Shanghai Securities News nesta segunda-feira.

Foto aérea tirada em 12 set, 2021 mostra barcos de pesca atracados no porto de pesca de Shenjiamen, Zhoushan, Província de Zhejiang, leste da China. (Foto por Zhang Lei/Xinhua)

Xinhua - Silk Road

Beijing, 8 fev (Xinhua) — A Parceria Econômica Regional Abrangente (RCEP) forneceu novas oportunidades de exportação para as empresas da Província de Zhejiang, leste da China, desde a sua entrada em vigor em 1 de janeiro de 2022, informou Shanghai Securities News nesta segunda-feira.

Segundo as estatísticas, a Alfândega de Hangzhou já emitiu 2.953 certificados de origem da RCEP em janeiro deste ano, envolvendo bens no valor de 878 milhões de yuans e trazendo benefícios de mais de 8,7 milhões de yuans para as empresas em Zhejiang. Os produtos que se enquadram nos benefícios de exportação são principalmente produtos agrícolas, têxteis e vestuários, produtos aquáticos, etc.

No primeiro mês em que RCEP entrou em vigor, as empresas de Zhejiang tiveram grandes avanços nas exportações para o Japão, beneficiando 26 municípios nas regiões montanhosas.

A indústria de fungo comestível é a quarta maior indústria agrícola de Zhejiang. O Grupo de Agricultura de Tianhe, com sede em Longquan, um município de Zhejiang, exportou cerca de 50 milhões de yuans de fungos comestíveis em 2021, dos quais 60% foram exportados para o Japão. Em janeiro deste ano, a empresa solicitou sete certificados de origem da RCEP, envolvendo um valor total de 1,5666 milhões de yuans, economizando cerca de 10.000 yuans em taxas alfandegárias.

A concessão tarifária comprometida na RCEP visa reduzir gradualmente as tarifas da maioria dos produtos aquáticos exportados da China para Japão e República da Coréia, de zero para 3,5% e para 10%, o que trará grandes benefícios para a indústria de processamento de produtos aquáticos em Zhejiang.

Recentemente, sob pedido da RCEP, as autoridades japonesas concederam mais de 4000 yuans de concessão tarifária para as cavalas espanholas congeladas no valor de 2,06 milhões de yuans, exportadas de Zhejiang, que recém recebeu a “identidade” do certificado de origem da RCEP da Alfândega de Taizhou, na administração da Alfândega de Hangzhou.

A Zhejiang Huakang Pharmaceutical Co., Ltd. (Huakang, 605077.SH), campeã occulta de Zhejiang, solicitou e recebeu oito certificados de origem da RCEP para exportações para países ASEAN em janeiro deste ano, envolvendo bens no valor de 3,067 milhões de yuans, desfrutando benefícios de cerca de 52.000 yuans.

Em 1 de fevereiro, a RCEP entrou em vigor para a República da Coréia. Os principais produtos de exportação de Zhejiang, como têxteis, roupas e malas, todas estão inclusas na lista de redução de tarifas. Estima-se que a RCEP possa ajudar a economizar mais de 25 milhões de yuans nos custos de taxa alfandegária para as empresas têxteis de Zhejiang, no seu primeiro ano de implementação. Fim

Leia também:

China continuará facilitando desenvolvimento das empresas de internet

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Comércio da China com países do Cinturão e Rota registra crescimento

Os laços econômicos e comerciais da China com os países ao longo do Cinturão e Rota se fortaleceram significativamente na última década, afirmou Sheng Qiuping, vice-ministro do Comércio da China, nesta sexta-feira.

Produção de chá eletrificada impulsiona indústria de chá na China

A produção de chá eletrificada na Província de Hunan, na região central da China, um dos setores de eletrificação rural promovidos pela State Grid Hunan Electric Power Co., Ltd., está ajudando a indústria local de chá a prosperar em uma forma de produção mais verde e eficiente.

JD.com acompanha sua receita líquida crescer 18% no primeiro trimestre

A gigante do comércio eletrônico da China, JD.com, observou sua receita líquida aumentar 18% ano a ano no primeiro trimestre deste ano, informou o China Securities Journal.

Últimas Notícias

Câmara deve colocar em votação PL que desonera tarifas de energia

Em 2021, o Brasil passou pela pior crise hídrica em mais de 90 anos

Metodologia para participação de investidor estrangeiro

Serão considerados os dados de liquidação das operações realizadas no mercado primário nos sistemas da B3

Fitch eleva rating do Banco Sicoob para AA (bra)

Houve melhora do perfil de negócios e de risco da instituição

Petrobras Conexões para Inovação cria robô de combate a incêndio

Estatal: Primeiro no mundo adaptado para a indústria de óleo e gás

Brasil tenta ampliar diálogo com a UE

Debate da recuperação econômica nas duas regiões e discussão sobre as perspectivas das políticas fiscais