Reabertura de Rio e SP traz recuperação no varejo em junho

Aumento da confiança do consumidor e do comércio em junho é outro bom indicador.

Opinião do Analista / 10:32 - 9 de jul de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Nossa expectativa - O pano de fundo dessa recuperação acentuada em maio se baseou no alívio gradual das medidas de distanciamento social em alguns lugares, e no aumento do comércio eletrônico que mitigou um pouco o impacto negativo do fechamento das lojas.

Considerando que as duas principais cidades (São Paulo e Rio de Janeiro) e outras cidades autorizaram uma reabertura gradual do comércio a partir de junho, poderemos ver uma recuperação adicional das vendas no varejo em junho. O aumento da confiança do consumidor e do comércio em junho, continuando assim a recuperação parcial iniciada em maio, é outro bom indicador antecedente que aponta para essa recuperação das vendas no varejo.

Ao assumir um controle gradual da pandemia, há espaço para maior recuperação durante o segundo semestre desse ano. No entanto, o ritmo de recuperação tende a ser lento em meio às fracas condições do mercado de trabalho (alto número de pessoas desempregadas e trabalhadores desalentados) e às incertezas sobre as perspectivas econômicas.

.

Mitsubishi UFJ Financial Group, Inc. (MUFG)

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor