A realidade e os filmes

A revelação de que a Polícia Federal monitorou possíveis fontes do blogueiro Eduardo Guimarães porque elas seguiam páginas “de esquerda” é uma pitada de Minority Report na profundamente infeliz decisão que levou o blogueiro a ser conduzido “sob vara” para depor na PF – decisão depois revogada pelo próprio juiz Sergio Moro, que a determinara, assim como a qualquer citação à fonte no processo, em razão do forte apreço do juiz do Paraná pela imprensa livre e democrática. Mas esta ação da PF e da justiça não é a única ameaça aos direitos dos brasileiros que – ao que consta formalmente – vivem em uma democracia.

Um dia antes, uma ação do Ministério Público e da Polícia Militar do Espírito Santo, com apoio da gendarmeria nacional, prendeu quatro pessoas acusadas de integrar uma “organização criminosa que, sob pretexto de reivindicar aumento salarial e outros benefícios aos policiais militares, valem-se de atentados contra serviços de utilidade pública, apologia a fatos criminosos, motim/revolta, ameaças a autoridades, dentre outros crimes”, afirmou o órgão. A operação teve o nome de Protocolo Fantasma, referência outro filme, este da série Missão Impossível.

A ação foi autorizada pela justiça, mas é outro precedente perigoso. Levado a outras situações, o Estado poderia deter sindicalistas, que se reunissem para preparar uma manifestação e pintassem uma faixa com “Fora, Temer”, por exemplo, acusando-os de integrar uma “organização criminosa”. Antecipar-se a crimes é uma coisa; ameaçar a democracia, outra bem diferente.

Carne cara

Ainda se recuperando do escândalo trazido à tona pela Operação Carne Fraca, o consumidor paulista terá um motivo adicional para variar o cardápio a partir do dia 1º de abril. O fisco estadual decidiu revogar a partir desta data a isenção do ICMS das carnes concedida desde 2009. Com isso, as saídas internas de carnes destinadas ao consumidor final passarão a sofrer incidência do imposto, cuja carga tributária será de 11% para o comércio varejista e de 7% para os frigoríficos.

A tendência é que a carne fique mais cara, justamente num momento em que o brasileiro está desconfiado em relação à qualidade deste alimento. Resta saber em que medida este custo será repassado ao consumidor final”, afirma Patrícia Nobre, gerente fiscal da King Contabilidade.

Pública e privada

O Brasil é um dos países que tem menor índice de alunos em instituições particulares da América Latina (16% no ensino fundamental e 13% no ensino médio), mostra levantamento feito pela Bain & Company, que comparou a quantidade de alunos matriculados em escolas privadas em dez nações desenvolvidas e dez em desenvolvimento.

No Chile e na Argentina, a proporção é de 62% e 25%, quando se trata do ensino fundamental, e de 61% e 26%, no ensino médio, respectivamente. “O Reino Unido é o país desenvolvido que registra a maior participação de estudantes em escolas particulares: 69% na educação primária e 31% na secundária. Em contrapartida, os alemães apostam no ensino público, já que o índice de crianças e adolescentes matriculados na educação básica privada é de apenas 5%”, destaca o sócio da consultoria, Alfredo Pinto.

Greve geral

Os presidentes de todas as centrais sindicais, reunidos na tarde desta segunda-feira na sede nacional da União Geral dos Trabalhadores (UGT), em São Paulo, decidiram convocar nova greve de 24 horas contra “as propostas de reformas da Previdência e trabalhista e o projeto de terceirização”, “que o Governo Temer quer impor ao país”. A paralisação será dia 28 de abril.

Rápidas

A Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro começa nesta quarta, em Angra dos Reis, uma nova rodada dos Fóruns Regionais de Desenvolvimento do Turismo *** A NZN anunciou Igor Lopes como o novo diretor de Conteúdo do grupo *** Neste sábado, o Carioca Shopping receberá a Campanha de Adoção de Animais do Projeto Entre Pegadas *** A Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV Eaesp) realizará na quinta-feira, a partir das 15h30, palestra gratuita sobre as relações entre Brasil e Portugal, com o ministro dos Negócios Estrangeiros (MNE) do país europeu, professor Augusto Santos Silva. Inscrições em www.fgv.br/eventos/?P_EVENTO=3164&P_IDIOMA=0http://www.fgv.br/eventos/?P_EVENTO=3164&P_IDIOMA=0 *** A procuradora de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Cristina Costa lança nesta quinta-feira, às 19h, na Livraria da Travessa de Ipanema, o seu primeiro romance, Os Mundos de Clara *** Segundo levantamento feito pelo Sindicato das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança de São Paulo, o setor movimentou mais de US$ 900 milhões em 2016. A expectativa é de crescimento de 5% este ano. A ISC Brasil 2017 – 12ª Feira e Conferência Internacional de Segurança, ocorrerá entre 18 e 20 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Artigo anteriorConteúdo estrangeiro
Próximo artigoTempestade perfeita
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

ANS determina que planos cubram novos remédios, exames e cirurgias

Novos exames e tratamentos passaram a fazer parte da lista obrigatória de assistência, que deverá ser observada a partir de abril.

Ibovespa futuro sobe no momento, mas com muita cautela

No exterior, Bolsas globais recuam em meio a preocupações com a inflação nos EUA.

IPC-S sobe em seis capitais brasileiras em fevereiro

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), na...

Trava política impede recuperação mais forte

Nesta segunda, mercados aqui foram na mesma direção do exterior em recuperação, mas sem mostrar maior tração. 

Sony deixará de vender áudio e vídeo no Brasil

Multinacional japonesa venderá aqui apenas consoles de games importados.