27.6 C
Rio de Janeiro
terça-feira, janeiro 19, 2021

Receita investiga sonegação de R$ 7 milhões em ICMS no Rio

Operação conjunta da Secretaria de Fazenda (Sefaz-RJ) e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) reúne provas que apontam a sonegação de cerca de R$ 7 milhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) por empresas varejistas em Nova Friburgo, região serrana do Rio de Janeiro.

A chamada Operação Gretel foi realizada nesta quarta-feira por meio do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Sonegação Fiscal e aos Ilícitos Contra a Ordem Tributária. Nas investigações, os auditores fiscais da Receita Estadual identificaram indícios de fraudes na emissão de nota fiscal de consumidor eletrônica – NFCe.

A ação, de acordo com a Sefaz-RJ, teve como objetivo colher provas relativas à suspeita de atuação fraudulenta de empresas, para ter a exata compreensão de todo o esquema de sonegação e seus beneficiários, assim como a identificação dos autores e participações na fraude tributária. A estimativa é que mais de R$ 7 milhões deixaram de ser recolhidos aos cofres do estado.

A operação contou com a participação 15 Auditores Fiscais e 35 agentes da Coordenadoria de Segurança e Inteligência do Ministério Público (CSI/MPRJ).

TVs

Outra operação conjunta realizada pela Polícia Civil, por meio da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), Polícia Federal e Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal, resultou na apreensão de 73 mil aparelhos de TV Box. O material foi encontrado em cinco contêineres, no Porto Seco de Resende, no sul fluminense.

De acordo com a Polícia Civil, a carga está avaliada em cerca de R$ 54 milhões e foi produzida na China. Os equipamentos contêm aplicativos de reprodução ilegal de sinais de TV fechada e de filmes e, segundo as investigações, seriam adquiridos para abastecimento do mercado sul fluminense do Rio de Janeiro e de São Paulo. A polícia explica que esses aparelhos também são chamados de “gatonet” e a comercialização é explorada por milícia.

#Da Agência Brasil

Artigos Relacionados

Rio: varejo não sentiu melhoria anunciada por institutos de pesquisa

Aldo, do CDL: 'vivemos nosso pior momento, com severas dificuldades em várias áreas, com economia praticamente estagnada'.

MPRJ obtém decisão que interdita a Cidade do Samba

Além disso, eventual demora no julgamento do feito prolongará a situação de risco a que estão expostos não só os trabalhadores, como todas as pessoas que frequentam o local”, afirma o Juízo na decisão.

Comerciantes do Centro tiveram piora na demanda em 2020

Segundo Instituto Fecomércio, 80,3% registraram queda acima de 25% no faturamento de 2020 no comparativo com 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportações de suco de laranja recuam 23% entre julho e dezembro

Safra menor e estoques mais elevados estão entre as principais razões para a baixa.

Os desafios para Joe Biden nos EUA

Avanço da Covid-19 pode fazer com que democrata e equipe tenham que apagar alguns incêndios no começo do mandato.

Mercados sobem em véspera do Copom

Campos Neto, presidente do BC, participa da primeira sessão da reunião do Copom.

Mercados locais sobem seguindo Bolsas mundiais

Dia amanhece com tendência de alta para o mercado interno, seguindo NY na volta do feriado.

Contra tudo temos vacina

Dia promete ser de mais recuperação da Bovespa, dólar fraco e juros em queda.