Recessão, ‘infoproletários’ e a reforma do Guedes

Previdência estaria resolvida se economia gerasse empregos com carteira assinada.

Matéria do Estadão revela que 3,8 milhões de brasileiros operam como boias-frias para aplicativos como Uber e iFood. São aqueles que reportagem do Fantástico no último domingo denominou de “infoproletários” (o programa da Globo incluiu na categoria os atendentes de telemarketing).

Podemos supor que, destes quase 4 milhões, uns 3 milhões não contribuem para a Previdência. Se somados a parte dos desempregados (13,4 milhões no trimestre encerrado em março), pode-se ter uma boa ideia do motivo das dificuldades conjunturais do INSS.

Se a economia crescesse, e a taxa de desemprego caísse para níveis menos escandalosos – digamos, pela metade – seriam mais 6,7 milhões de contribuintes, com os 3 milhões de “infoproletários”, teríamos praticamente 10 milhões de trabalhadores na Previdência.

Calculando pelo salário médio de R$ 2.291, chegaríamos a R$ 22,91 bilhões por mês, ou R$ 297,83 bilhões por ano (12 salários mais o 13º). Com uma contribuição de 20% patronal e 10% do trabalhador, os cofres do INSS engordariam em R$ 89,35 bilhões por ano.

O número seria bem maior se fossem levantados em conta os 28,3 milhões que se encontram subutilizados. Ainda que alguns destes possam contribuir para a Previdência, o fazem em valores muito menores do que seria seu potencial.

Para não estender mais, o que falta ao país é crescimento. A reforma da Previdência é apenas um engodo para esconder uma imoral transferência de renda dos mais pobres para os mais ricos. Não vale dizer que é inédita, visto que o esquema da dívida faz isso todo ano, e em montantes muito maiores.

 

Atenção, RH

O mundo gira, o trabalho muda, mas na hora de decidir por um emprego, o que manda – para 75% das pessoas – é o salário, revela pesquisa Análise de Tendências & Salários do Brasil 2019 da companhia de recrutamento Hays.

Em 2019, 65% dos funcionários avaliam mudar de local de trabalho. Apesar de benefícios como home office e flexibilidade serem cada vez mais valorizados, o salário ainda é o motivo número um”, afirma Caroline Cadorin, diretora da Hays Experts.

A pesquisa também revela que 53% dos profissionais acredita que seu salário atual não é adequado às responsabilidades de seu cargo. As áreas mais insatisfeitas são: Jurídica, CEO, Relações Governamentais e Compras/Procurement. Do lado oposto, as áreas que consideram que o salário é adequado ao cargo são Operações/Manufatura; Tecnologia da Informação/Sistemas; Administrativa e Marketing.

 

Alvo

Empresas do mercado financeiro estão entre os alvos do inquérito aberto pelo Supremo Tribunal Federal para investigar fake news e ameaças à Corte, revela o Tag Report, informativo das jornalistas Helena Chagas e Lydia Medeiros.

 

Pegar ou largar

As mudanças no design que o Twitter lançou, ainda em fase de teste para alguns usuários escolhidos aleatoriamente, desagradaram praticamente 100% dos tuiteiros. A companhia não está nem aí.

 

Verde e amarelo

No arco-íris em que se transformaram os meses, maio é verde (prevenção a acidentes no trabalho) e amarelo (alerta contra acidentes no trânsito). O Brasil está entre os piores nos dois rankings.

 

Direita, unida…

Miriam Leitão, sempre tão crítica ao chavismo, está tímida em relação ao golpe de Juan Guaidó. Será que não quer se juntar à tropa de deputados do PSL comandada por Eduardo Bolsonaro que está na fronteira com a Venezuela?

 

Rápidas

A Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L) realiza na próxima terça-feira, a partir das 19h10, na Casa Firjan, em Botafogo, o Legal Tech Talks. Serão três mesas com cinco especialistas para debater o impacto da inteligência artificial no Brasil e no mundo *** A FGV Direito Rio, em parceria com a Associação Brasileira de Empresas Chinesas, realiza dia 7 o III Seminário “Um Cinturão, Uma Rota e Um Rio: caminhos regulatórios para os negócios entre China e Rio de Janeiro”. Inscrição: fgv.br/eventos/?P_EVENTO=4472&P_IDIOMA=0 *** A partir de maio, Patricia Frossard assumirá o cargo de gerente-geral da Philips do Brasil *** Neste sábado, o Carioca Shopping terá um posto de vacinação do Dia D Contra a Gripe, das 10h às 17h *** A mulher e o meio ambiente é tema de seminário no IAB, no próximo dia 7, das 17h às 20h. Inscrições em iabnacional.org.br/eventos *** Entre 10 e 26 de maio, Búzios vai receber a primeira edição do festival gastronômico Al Mare. Detalhes em facebook.com/almarebuzios ***

 

 

 

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Seven Tech: Mais de 2,5 milhões de cartões de crédito até 2023

Com operações em seis países e presença em três continentes (Europa, África e América Latina), o Seven Tech Group, que nasceu como Software house...

Indústria de fundos está pronta para investimentos sustentáveis

É hora de a própria indústria de fundos, por meio de iniciativas de autorregulação, preencher o gap regulatório que ainda existe em torno dos...

Índice da B3: Empresas com melhores práticas no mercado de trabalho

A B3, bolsa do Brasil, e a consultoria global, Great Place to Work, anunciaram nesta terça-feira a criação de um novo índice com foco...

Comissão debate venda da Oi Móvel para outras operadoras

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados promove audiência pública nesta quinta-feira (21) para tratar da venda da Oi Móvel...

CVM: Acordo de R$ 300 mil após autodenúncia de infração

O Colegiado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) analisou, em reunião nesta terça-feira, propostas de Termo de Compromisso dos seguintes Processos Administrativos (PA)...