Reciclagem aumenta 35% em São Paulo

A coleta seletiva na cidade de São Paulo aumentou 35% em junho na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com um levantamento feito pela Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb).

No mês passado, 7,8 mil toneladas de resíduos foram para a reciclagem contra 5,8 mil toneladas no mesmo período de 2019. Também houve uma queda de 22% nos dados de varrição devido à presença de mais pessoas dentro de casa, o que levou a menos resíduos nas ruas.

De acordo com o portal Recicla Sampa, o aumento da coleta seletiva coincide com o crescimento do número de acessos ao site no mês de junho, que registou 40 mil visitas de interessados em informações e esclarecimento de dúvidas sobre reciclagem. Os dados mais procurados dizem respeito a pontos de coleta, reciclagem de latas e diferença entre lixo orgânico e reciclável.

Desde que foi lançado, em 2019, o Recicla Sampa teve mais de 265 mil acessos. O número de visitantes no primeiro semestre deste ano foi 295% superior ao mesmo período do ano passando, sendo 70% do público feminino.

Para fazer a coleta seletiva o ideal é ter duas lixeiras em casa. Uma delas será usada para o lixo orgânico e a outra para o reciclável, que não deve ser molhado, porque isso inviabiliza o reaproveitamento. Para descartar as embalagens de vidro, plástico, longa vida, garrafas pet e latas é preciso retirar os resíduos. Os restos de alimentos e cascas de frutas não devem ser misturados com os recicláveis porque são lixos orgânicos. E as máscaras e luvas de proteção não devem ser jogadas no lixo reciclável.

Os materiais cortantes devem ser embrulhados em jornais ou papéis de espessura grossa e serem etiquetados para que o coletor não se machuque. Outra recomendação é reforçar os sacos de lixo e ensacar os resíduos duas vezes em sacos resistentes, descartáveis e aproveitar até dois terços de sua capacidade, o que evita que os coletores tenham contato com possíveis resíduos contaminados.

 

Agência Brasil

Artigos Relacionados

Justiça autoriza investigação contra deputado por assédio sexual em SP

Em dezembro, deputada prestou queixa contra Fernando Cury por ter sido apalpada pelo colega, cena foi registrada pelas câmeras do plenário da Alesp.

Fiesp: Doria aumenta impostos e descumpre palavra

Para advogado, ajuste fiscal pode ser questionado na Justiça, já que suas regras foram aplicadas por decreto.

Medicamentos oncológicos aumentam em SP com fim da isenção de ICMS

Para tratamento do câncer de mama, como o Letrozol e o Tamoxifeno, por exemplo, terão preços majorados em 13,64% nas farmácias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Omissão em documento laboral deve ser resolvida na Justiça do Trabalho

Decisão afasta ações contra o INSS por possíveis erros cometidos pelas empresas.

Biden retoma restrições a viajantes que chegam do Brasil

Medida também afetará quem não é cidadão norte-americano que viaje a partir do Reino Unido e África do Sul.

Ação contra McDonald’s já beneficiou mais de 3 mil trabalhadores

Justiça reconheceu direito a maior pagamento de participação nos resultados.

Ritmo de vacinação limita alta do PIB no Brasil a 3,5%

FGV acredita em retomada desigual no mundo, com melhora mais rápida nos países desenvolvidos.

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.