Reembolso

As transferências do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), principal fonte de receita da maioria dos municípios brasileiros, devem atingir R$ 29,5 bilhões até o final do ano, um aumento de 10,8% em relação a 2005. Mesmo descontando a inflação, que não deverá passar de 3% no ano, o crescimento real do FPM deverá ser de 7,8%, calcula François de Bremaeker, economista e geógrafo do IBAM.

Um passo à frente
O professor João Sicsú, do Instituto de Economia da UFRJ e autor do indispensável Câmbio e controle de capitais (Ed Campus), faz, em entrevista à revista eletrônica Carta Maior, emblemática (quase) declaração de voto e que sintetiza como são marginais as diferenças entre Lula e Alckmin: “Eu estava em dúvida se votaria nulo ou se votaria em Lula. Alckmin nos colocará no abismo. Lula nos colocou a um passo dele. Minha tendência é votar para ficar na beira no abismo. Da beira do abismo posso seguir outro caminho, de dentro dele é muito mais difícil.”

Ortodoxia
Apesar de o Banco Central ter espaço de sobra, no momento, para fazer cortes maiores de juros, o conselheiro econômico da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), Istvan Kasznar, aposta num corte de apenas 0,5 ponto na taxa Selic na reunião do Copom, esta semana. “Ainda assim será uma postura conservadora da autoridade monetária, que, durante todo o governo trabalhista, se utilizou de uma política monetária duríssima, extremamente ortodoxa, para enfim acabar com as expectativas inflacionárias, desarmando a indexação, tomara que para sempre”, enfatiza Kasznar.
Se confirmado o corte modesto, a taxa Selic iria para 13,75% ao ano, ainda assim a maior taxa real do mundo. Otimista, o economista não descarta que o BC realize cortes mais substanciais até o fim desse ano: “Acho pouco provável, mas quedas de 0,75 ponto ou mesmo de um ponto percentual não devem ser descartadas, até porque, além de existir grande espaço para tal, o crescimento da economia ficará bem aquém do desejável esse ano e agora já é hora de preparar um terreno mais fértil para 2007”.

Justiça
O desembargador Manoel Carpena Amorim, presidente da Associação Nacional dos Desembargadores, será homenageado, nesta segunda-feira, pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB-RJ). Será no Jockey Club Brasileiro (Av. Presidente Antonio Carlos, 501 – 10º andar – Salão Nobre – Centro – RJ), a partir de 18h30.

Vendas
As técnicas de previsão de vendas, a relação entre gestão da cadeia de suprimentos e planejamento da demanda, entre outros assuntos, estão no livro Previsão de Vendas (Editora Atlas), que será lançado na próxima terça-feira. Os autores são os professores do Centro de Estudos em Logística do Coppead/UFRJ Peter Wanke e Leonardo Julianelli.

Colaborativo
O Centro de Estudos em Logística do Coppead/UFRJ oferecerá, nos dias 18 e 19 próximos, o curso Planejamento Colaborativo da Demanda, que apresentará, de forma prática, as principais metodologias e técnicas aplicadas por grandes empresas. Serão abordadas metodologias estruturadas, como Sales and Operations Planning (S&OP) e Collaborative Planning, Forecasting and Replenishment (CPFR), entre outros. As inscrições podem ser realizadas pelo site www.centrodelogistica.com.br

Indústria audiovisual
Profissionais das áreas de cinema e economia realizarão exposições e debates, entre terça e sexta-feira, durante o I Seminário sobre Economia e Cinema. O evento marca a inauguração do Laboratório do Audiovisual (LAV), do Instituto de Economia da UFRJ, que nasce com o objetivo de “aprofundar os estudos no setor da indústria audiovisual, visando a seu desenvolvimento econômico”.

Mesma fonte
A propaganda eleitoral explicitou a semelhança entre as propostas de Lula e Alckmin para a economia do Brasil.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSim
Próximo artigoCaixa preta

Artigos Relacionados

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Inflação engorda lucros de bilionários de energia e alimentos

Fortunas dos ricaços desses 2 setores aumentaram US$ 1 bilhão a cada 2 dias desde 2020.

Últimas Notícias

Marca chinesa de automóveis de luxo Hongqi abre 1º showroom em Israel

A concessionária de carros israelense Samelet Group abriu nesta terça-feira o primeiro showroom da marca chinesa de limusines Hongqi na cidade de Tel Aviv, no centro de Israel.

AstraZeneca continuará a aumentar o investimento na China

AstraZeneca, a gigante farmacêutica britânica, está otimista sobre as perspectivas econômicas e o crescimento do setor de saúde chinês, e continuará a aumentar seu investimento na China, disse Leon Wang, vice-presidente executivo da AstraZeneca, informou o Chinanews.com nesta quarta-feira.

Setor de energia é um dos alvos preferidos de hackers

Mais de 60% de todos os ataques foram de phishing; organizações criminosas de hackers são ameaça às infraestruturas críticas do Brasil.

Países árabes planejam expansão de energia limpa

Omã, Marrocos, Argélia e Kuwait estão entre os que têm planos mais ambiciosos.

‘Governo não apenas poderia, como deveria intervir na Petrobras’

Para especialista, Governo Federal deveria estar mais atuante para combater os preços abusivos dos combustíveis em toda a cadeia.