A reforma da Previdência e a bancada rural

O presidente da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip), Vilson Romero, desmistificou, uma vez mais, o “déficit” da Previdência Social, apontando que sobra dinheiro no sistema, que é, no entanto, utilizado para outros fins. Em seminário organizado pelas centrais sindicais e em entrevista a uma instituição ligada à Fiocruz, Romero mexe em um vespeiro: diz que é necessário realizar ajustes na área rural.

Nós temos um problema localizado que é na área rural. Foram arrecadados R$ 8 bilhões da previdência rural e foram pagos R$ 113 bilhões em benefícios. Mas o governo está querendo equacionar isso simplesmente cobrando uma contribuição mensal sobre um salário mínimo ou o sazonal do próprio trabalhador rural. Não chama para contribuir o agronegócio, totalmente isento, não chama para contribuir o agroexportador, que movimenta mais de R$ 1 trilhão ao ano e só contribui com R$ 8 bilhões para bancar a aposentadoria dos seus trabalhadores. Porque a bancada do boi, a bancada rural como um todo, e a própria Confederação Nacional da Agricultura vai se contrapor a essa tentativa. Temos que, de fato, minimizar esse desequilíbrio com a contribuição vinda do agronegócio.

Romero aponta que, como está, a reforma atinge os mais necessitados: o idoso e o deficiente carente, que vão ter seu benefício desvinculado do salário mínimo. O trabalhador e a trabalhadora do campo, a professora, o policial, mas, acima de tudo, a nova geração.

Equipe dos sonhos

O candidato do Partido Socialista à Presidência da França, Benoit Hamon, anunciou a criação da equipe de campanha. Ele será auxiliado por sete membros da sociedade civil: o economista Thomas Piketty (questão europeia), o sociólogo Dominique Méda (trabalho), a economista Julia Cagé (questões económicas) Salah Amokrane (justiça social e igualdade), Nicolas Hazard (empreendedorismo), o epidemiologista Alfred Spira (saúde) e François Gemenne (meio ambiente).

Ajuste no salário dos outros…

O ministro aposentado do Supremo Ayres Britto avalia que é preciso ver a questão da greve dos policiais no Espírito Santo por dois ângulos. “De um lado, policiais não desfrutam do direito de greve, porque são a face visível do poder. E o poder não bate em retirada. Por outro lado, a Constituição manda o recado de que é preciso dar uma remuneração adequada.”

Britto não referenda Moraes

Ayres Britto recebeu nesta segunda o Prêmio FGV de Direitos Humanos. Sobre a indicação de Alexandre de Moraes para a vaga deixada por Teori Zavascki no STF, Britto disse que prefere aguardar um pouco mais antes de se pronunciar, em função da militância político-partidária de Moraes. Para o ex-ministro, além de reputação ilibada e notável saber jurídico, é necessário ter coragem para assumir a sua independência perante os outros poderes e, internamente, para não se deixar manipular pelos ministros mais antigos da Casa.

Ameaça

O presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, que foi condenado no Mensalão e já recebeu o perdão da pena, revelou, no programa Mariana Godoy Entrevista da última sexta-feira, que pretende voltar à vida pública: “Vou disputar uma eleição para deputado federal. Eu vou voltar.”

Rápidas

O Conselho Superior de Meio Ambiente da Fiesp recebe nesta terça-feira o secretário estadual do Meio Ambiente, Ricardo Aquino Salles *** O Carioca Shopping promove entre 17 e 19 um “Esquenta de Carnaval”, com comidas e cerveja em caminhões, bloco de carnaval e espaço infantil. No domingo, haverá uma apresentação da bateria da União da Ilha, às 20h *** O IAG – Escola de Negócios da PUC-Rio está com inscrições abertas para a nova turma do curso de Formação em Recursos Humanos, sob a coordenação da professora Eliane Leite. As aulas acontecem aos sábados, das 8h às 14h30, e têm início em março. Mais informações em http://iag.puc-rio.br/pt/curso/recursos-humanos/ *** Nestas sexta e sábado, o advogado Paulo Parente Marques Mendes, sócio do escritório Di Blasi, Parente & Associados, participa da reunião e seminário da LIDC (Ligue Internationale du Droit de la Concurrence), em Paris. Parente é o presidente do Grupo Nacional da Liga Internacional do Direito da Concorrência *** O Santander abrirá 1,1 mil oportunidades de estágio a universitários em pequenas e médias empresas clientes do banco. As empresas que desejam ter um estagiário podem sinalizar seu interesse no site www.santandernegocioseempresas.com.br, na aba Construindo Equipes. Os universitários poderão se candidatar em www.santanderuniversidades.com.br/bolsas, a partir de 2 de março *** Leonam dos Santos Guimarães, diretor de Planejamento, Gestão e Meio Ambiente da Eletronuclear, participará do Fórum Estratégico de Geração Termelétrica 2017 – TermoGen, 17 de fevereiro, no Hotel Blue Tree Premium Paulista, em São Paulo (SP). O executivo falará sobre Geração Nuclear e as Quatro Transições.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMatar e morrer
Próximo artigoPerigo real e imediato

Artigos Relacionados

Engie valerá R$ 2,5 bi a mais após acordo com Aneel

Semana passada, o Monitor noticiou que a proposta da Aneel de repactuação do risco hidrológico (GSF) deixaria a conta a ser paga pelo pequeno...

Apelo de Biden ao multilateralismo fica sem crédito

Na ONU, presidente dos EUA desmente mundo dividido em blocos rígidos.

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Últimas Notícias

Eve desenvolverá modelo de operação de Mobilidade Aérea Urbana

A Eve Urban Air Mobility, empresa da Embraer, e a Bristow Group Inc. (NYSE: VTOL), líder mundial em soluções de voo vertical, anunciaram, nesta...

China: Ampliar apoio à energia verde agrada banco de investimento

O Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (BAII) declarou que dá as boas-vindas ao anúncio da China de aumentar o apoio à energia verde...

XP: Preços de ativos podem sofrer na atual turbulência de mercado

Um dia depois do aumento de 1 ponto percentual da taxa básica de juros, a Selic (agora em 6,25% ao ano), pelo Comitê de...

Projetos de energias renováveis em substituição ao uso do diesel

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Eletrobras firmaram um Pacto de Energia para atuarem conjuntamente na busca de soluções...

Proposta atualiza regulamentação sobre as cooperativas de crédito

Texto em análise na Câmara dos Deputados promove uma série de modificações na Lei do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC), abordando o Projeto...