Reforma não entrega empregos prometidos

Propostas no Congresso fragilizam relação trabalhista.

Antes de fragilizar ainda mais a relação de emprego, o parlamento deveria fazer uma avaliação do que se passou no mercado de trabalho depois da Reforma Trabalhista de 2017. A recomendação foi feita pelo professor da Unicamp Marcio Pochmann.

Segundo a RBA, o economista criticou a Medida Provisória 1.045, que renova o programa de redução ou suspensão de jornada e salários durante a pandemia, mas ganhou no Congresso itens que a fizeram ser chamada de “minirreforma” trabalhista. AMP está para ser votada na Câmara.

Iniciativas de 2017 mostraram não ter dado certo do ponto de vista do emprego, lembra Pochmann. “São argumentos que já foram usados em outros períodos. A flexibilização e a retirada de direitos tornariam mais barata a contratação. Como se o problema do desemprego fosse justamente das vítimas”, criticou Pochmann, que nesta sexta-feira participou de debate promovido pela CSB.

O IBGE divulgou, no final do mês passado, que a taxa de desemprego no país ficou em 14,6% no trimestre encerrado em maio deste ano. Houve alta na comparação com o trimestre findo em maio de 2020, quando a taxa era de 12,9%.

A taxa de informalidade no mercado de trabalho do país subiu para 40% da população ocupada e bateu novo recorde. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Asean: Nova zona de livre comércio pode ameaçar supremacia ocidental

Índia pode bater de frente com a China.

Campos Neto: BC vai rever para baixo crescimento do PIB para 2022

Última conta do BC era de alta de 2,1%.

Turismo deve fechar ano com aumento de 16% e faturamento de R$ 130 bi

FecomercioSP: valor é 22% inferior ao registrado no período de pré-pandemia.

Últimas Notícias

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Petrobras: mais prazo de inscrição no novo Marco Legal das Startups

Interessados em participar do primeiro edital da Petrobras baseado no novo Marco Legal das Startups (MSL) poderão inscrever-se até o dia 12 de dezembro....

Canal oficial para investidor pessoa física na B3

A partir desta sexta-feira, a nova área logada do investidor da B3, lançada em junho, passa a ser o canal que centraliza todas as...

Fitch Ratings atualiza metodologia de Rating de Seguros

A Fitch Ratings, agência de classificação de risco, publicou nesta sexta-feira relatório de atualização de sua Metodologia de Rating de Seguros. Segundo a agência,...

STF desbloqueia bens de Lula

Por maioria de três votos a um, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta sexta-feira, desbloquear os bens do ex-presidente Lula...