Regina deixa a Cultura

Atriz, entretanto, assumirá Cinemateca em São Paulo, diz Bolsonaro no Twitter.

Política / 10:30 - 20 de mai de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Nesta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a saída da atriz Regina Duarte do cargo de secretária especial de Cultura. As informações são do portal G1.

Em seu Twitter, Bolsonaro diz que "Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias."

Na mesma publicação, Regina Duarte aparece em um vídeo ao lado do presidente comemorando a mudança. "Acabo de ganhar um presente, que é o sonho de toda pessoa de comunicação, de audiovisual, de cinema, de teatro. Um convite para fazer Cinemateca, que é um braço da cultura que funciona em São Paulo. É um museu de toda filmografia brasileira. Vou ficar ali secretariando o governo, dentro da Cultura na Cinemateca. Pode ter presente melhor que esse? Obrigada, presidente!" ressaltou a atriz, acrescentando que sente falta da vida na capital paulista com seus filhos e netos.

Ainda no vídeo, em tom de brincadeira, Regina pergunta ao presidente se ela estaria sendo "fritada" por ele.

"Toda semana tem um ou dois ministros que, segundo a mídia, estão sendo fritados. O objetivo é desestabilizar a gente e tentar jogar o governo no chão. Jamais vou fritar você", respondeu Bolsonaro.

A atriz havia assumido a pasta no dia 4 de março. Ainda segundo o G1, "no dia 5 maio, por exemplo, o governo renomeou maestro Dante Mantovani como presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte) que tinha sido exonerado por Regina no primeiro dia da atriz à frente da secretaria. Mantovani foi exonerado no mesmo dia e o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio, justificou as mudanças por 'questões internas'."

O nome do indicado a ocupar a Secretaria Especial de Cultura ainda não foi anunciado.

 

Com informações da Agência Brasil e do G1

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor