“Reino das bicicletas” rola com tecnologia inteligente

5828
Em 15 de abril de 2023, na 133ª sessão da Feira de Importação e Exportação da China (também conhecida como Feira de Cantão), realizada em Guangzhou, Província de Guangdong, no sul da China, um comprador (D) conhece sobre bicicletas elétricas da China. (Xinhua/Liu Dawei)

Xinhua - Silk Road

Beijing, 2 mai (Xinhua) — Fazendo novos amigos com ciclistas próximos, conversando em tempo real, formando equipes de ciclismo e correndo em pistas virtuais, os ciclistas têm mais coisas interessantes para fazer ao pedalar suas bicicletas, que também podem monitorar a condição física dos ciclistas.

A China, apelidada de “reino das bicicletas”, avança com as rodas de tecnologia inteligente, impulsionando mudanças profundas na indústria de bicicletas.

A Flying Pigeon, uma icônica marca chinesa de bicicletas com sede em Tianjin, no norte do país, facilitou as viagens diárias para gerações dos chineses, com mais de 300 milhões de modelos clássicos de produção total.

Espaço Publicitáriocnseg

Agora, iniciou uma transformação introduzindo uma série de modelos elétricos. No futuro, eles serão vendidos nos países do Sudeste Asiático.

Enquanto isso, a marca emergente Xiaodao Electric Vehicle lançou sua motocicleta elétrica com autonomia de 200 km.

O ritmo da transformação inteligente já começou no mercado chinês de bicicletas. Muitas marcas possuem funções inteligentes, como desbloqueio de veículo por meio de aplicativos Bluetooth e detecção de peso.

Além disso, as bicicletas podem fornecer energia automaticamente para aliviar a carga sobre o coração do ciclista, uma vez que os sensores instalados nos corpos da bicicleta registram a frequência cardíaca superior a 150 vezes por minuto.

As funções como monitoramento de oxigênio no sangue e bloqueio por impressão digital foram gradualmente aplicadas às bicicletas nos últimos anos, disse Liu Suwen, presidente da Associação de Bicicletas da China.

De acordo com a entidade, a receita comercial das empresas de bicicletas e bicicletas elétricas foi de 210 bilhões de yuans (US$ 30,3 bilhões) em 2022, um aumento de 3% ano a ano. O lucro ultrapassou 10 bilhões de yuans, com um crescimento anual de mais de 20%.

A 21ª Exposição Internacional de Bicicletas e Bicicletas Elétricas do Norte da China, que aconteceu em Tianjin entre 30 de março e 1º de abril, atraiu mais de 800 empresas de bicicletas, bicicletas elétricas e peças com 4.500 estandes.

Mao Xianjun, representante da Xiaodao, admitiu que as empresas chinesas de bicicletas ainda dependem de importações de alguns componentes-chave para produtos de ponta. “Mas abrimos uma nova pista de corrida para bicicletas e motocicletas elétricas inteligentes, utilizando baterias de nova energia e tecnologia de inteligência artificial”, comentou.

A China é uma importante exportadora de bicicletas e bicicletas elétricas, que são vendidas em regiões como Europa, América e Sudeste Asiático.

No início de março, uma empresa chinesa de bicicleta elétrica inteligente lançou seu centro de pesquisa e desenvolvimento e vendas em Frankfurt, na Alemanha. Concentrar-se-á na aplicação da Internet das Coisas para bicicletas nos mercados europeu e americano.

Impulsionada por tecnologia inteligente e equipamentos de impulsionadores elétricos, a indústria de bicicletas do país forjará um novo desenvolvimento. E a aplicação de novas energias e novos materiais também levará a mais mudanças tanto em bicicletas quanto em bicicletas elétricas, dizem especialistas do setor. Fim

Leia também:

Zona piloto de livre comércio de Anhui da China registra crescimento robusto no primeiro trimestre

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui