27.4 C
Rio de Janeiro
domingo, janeiro 24, 2021

Relações carnais prenunciam dias difíceis

A coluna publicou nos últimos dois dias alguns dados do Global Financial Stability Report (GFSR), do Fundo Monetário Internacional (FMI), que mostram alguns riscos que pairam sobre a economia mundial. Estes dados são particularmente importantes em um momento no qual o Brasil para uma radicalização na política econômica implantada pelo Governo Temer.

Pelo que se sabe das ideias de Paulo Guedes e pelo que se divulgou até aqui, o país vai ficar muito exposto ao contexto mundial, mais ainda em relação à economia dos Estados Unidos. Se Trump conseguir manter a marcha acelerada que alcançou – contrariando as previsões dos especialistas – o Brasil poderá ter alguma folga.

Porém, se for concretizado o cenário que se vislumbra neste final de ano, com inflação em alta e juros em elevação, o crescimento dos EUA deve arrefecer, e os países satélites vão sofrer. Aqui, significaria um prenúncio de crise no governo. Mais do que nunca, vale o aviso do estrategista de Bill Clinton: “É a economia [norte-americana], estúpido.”

 

Ainda faltam 82 anos

No final de 1999, falando com o colunista, Paulo Guedes projetou que educação e comunicação seriam dois grandes negócios no século XXI. Pelo menos acertou metade.

 

Pelas cotas

Sem cotas, levaremos mais cem anos para ter inclusão” de pessoas diversas nas posições de liderança das empresas, sentenciou a empresária Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho do Magazine Luiza. Ela participou da primeira edição do Fórum Diversidade no Conselho, organizado pela CKZ Diversidade, que aconteceu semana passada.

Luiza Trajano falou sobre um dos motivos que moldam o panorama da diversidade no país: “O principal fator da falta de diversidade nos conselhos é a crença. São crenças que nos limitam e que vêm de anos”. Ela ressaltou a necessidade de haver mais mulheres nos conselhos, valorizando a questão que pessoas diferentes pensam diferente e como isso pode equilibrar o negócio das empresas.

O presidente do conselho da Renner, Osvaldo Schirmer, concordou com a diversidade, mas dispensa a lei. “Um conselho bem formado é o que tem a capacidade de englobar backgrounds diferentes. Por isso, trazemos a diversidade, porque acreditamos nela, e não por força da lei”, disse Osvaldo.

 

De volta

A Federação do Comércio de Minas Gerais (Fecomércio MG) comunicou o retorno de seus dirigentes, que haviam sido afastados pelo juiz Alexandre Magno Mendes do Valle, da 8ª Vara Cível de Belo Horizonte. O desembargador Carlos Henrique Perpétuo Braga, do Tribunal de Justiça, entendeu que os diretores e conselheiros eleitos e empossados neste ano não são parte da ação civil movida pelo Ministério Público do Estado e, sendo assim, não poderiam ser atingidos por qualquer restrição do exercício dos cargos sindicais que ocupam junto às entidades.

 

Demorou, mas foi

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) precisou de 24 horas para divulgar nota em que “rejeita com veemência os termos e o teor das declarações do presidente eleito Jair Bolsonaro ao reiterar ataques ao jornal Folha de S. Paulo”.

Aliás, fosse a declaração dada por qualquer petista, seria rechaçada, em todos os meios de comunicação tradicional, como “bolivarianismo”.

 

Rápidas

O FGV Energia e o Grupo de Estudos de Licenciamento Ambiental da Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro realizam dia 7 o I Seminário Internacional de Licenciamento Ambiental Offshore. Inscrições: https://portal.fgv.br/eventos/i-seminario-internacional-licenciamento-ambiental-offshore *** O Theatro Municipal de São Paulo abre as portas do saguão para o público a partir da próxima terça-feira. As visitas para conhecer o espaço e tirar fotos acontecem das 10h às 16h *** A última edição de 2018 do Blue Orla Jazz Fest será realizada neste sábado, no Orla 21, na cobertura do Prodigy Santos Dumont, a partir das 19h *** O Caxias Shopping abre esta semana a temporada de novembro do projeto Domingo de Brincadeira com um show com clássicas canções infantis, além de cantigas de roda, com arranjos de rock, pop e baião. A partir das 16h *** O ex-senador Bernardo Cabral, relator-geral da Constituinte de 1988, fará a conferência inaugural sobre “30 anos da Constituição Cidadã de 1988 – Atualização ou necessidade de nova Assembleia Constituinte?”, tema do evento nos dias 8 e 9, no plenário do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), no Centro do Rio.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Incerteza da população ou dos mercados?

EUA e Reino Unido espalham suas expectativas para os demais países.

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.