Relatório do Itaú BBA faz ação da BR subir 17%

Instituição classificou a ação da distribuidora como acima da média de mercado.

Acredite se Puder / 17:17 - 7 de abr de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Itaú BBA fez um relatório detalhado sobre a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras privatizada ano passado, concluindo que suas ações têm um potencial de valorização “incrivelmente atrativo, ressaltando que, mesmo que lhes falte um ímpeto de curto prazo, detectaram um risco de baixa muito limitado no atual nível das cotações. Por causa disso, as ações da distribuidora tiveram valorização superior a 17% e foram negociadas a R$ 18,65. O banco destacou a realização de vários possíveis cenários de estresse para a empresa e concluiu que eles são improváveis. Um deles, por exemplo, levanta a hipótese de que a metade dos postos de combustíveis localizados em São Paulo da bandeira BR precisem de financiamentos nos próximos três meses, mas são pequenos negócios, não da distribuidora. Neste cenário extremamente não realista e improvável, os postos precisariam de R$ 1,02 bilhão. Mesmo assim, os impactos seriam administráveis.

Atualmente, a BR Distribuidora tem 7.816 postos, com 1.215 lojas de conveniência. O BBA também avaliou a exposição da companhia ao setor de aviação e ao de recebíveis. A instituição classificou a ação como acima da média de mercado, com um preço-alvo de R$ 30,00 para 2020, uma valorização de 83,4% .

 

Petrobras em nova alta de 7%

Com as atenções voltadas para a reunião da Opep+ que será realizada na quinta-feira e as cotações do barril apresentando elevações mais moderadas, em Londres, o do Brent subiu 2,36% para US$ 33,83, e em Nova York, o do WTI aumentou 1,27% para US$ 26,41, as ações da Petrobras mais uma vez tiveram alta de mais de 7%, pois os investidores acreditam que será aprovada a redução da produção.

Enquanto isso, a estatal vai fazendo novas descobertas. Agora, encontrou óleo no poço do bloco Sudoeste do campo de Tartaruga Verde, na Bacia de Campos, informalmente chamado de Natator e fica a 130 quilômetros de distância da cidade de Macaé (RJ), a uma profundida de 1.080 metros, no pós-sal. Segundo a estatal, os dados serão analisados para direcionar as atividades exploratórias na área e avaliar o potencial do poço. O bloco Sudoeste de Tartaruga Verde foi adquirido pela Petrobras na quinta rodada de partilha da produção em setembro de 2018. A estatal é a exploradora do bloco com 100% de participação; a gestão é feita pela Pré-sal Petróleo S/A (PPSA).

O banco Credit Suisse revisou o preço-alvo dos ADRs da Petrobras negociados em Nova York de US$ 21 para US$ 14. O banco manteve a nota de acima da média de mercado para os papéis da petrolífera brasileira. A justificativa para a revisão é a crise nos preços do petróleo.

 

Recomendações do varejo são divergentes

Por enquanto, as opiniões são divergentes quanto ao comportamento das ações das empresas do setor de varejo. Os analistas do Goldman Sachs estão recomendando a compra das ações da B3W e da RD (antiga Drogaria Raia), estabelecendo para as primeiras o preço-alvo de R$ 55 (interessante, subiram mais de 7% e foram negociadas acima de R$ 57) e de R$ 118 (que subiram mais de 5% e foram ara R$ 103). Porém reduziram para neutra a nota da Arezzo e estabeleceram objetivo em R$ 32, sendo que esses títulos são movimentadas acima de R$ 38. Os técnicos do JPMorgan reduziram para neutra a classificação do BR Malls e objetivo em R$ 11, cotação atual é de quase R$ 10, mas passaram a Multiplan para exposição acima da média do mercado com alvo de R$ 24,50, que flutuam em torno de R$ 20.

 

Maioria do faturamento da JBS vem de USA

Atualmente, a JBS USA é responsável por 65% do faturamento do grupo JBS, o que significa que a empresa brasileira está se tornando norte-americana. Agora, só falta a mudança da sede da holding para os Estados Unidos. Na noite da terça-feira, a companhia anunciou a conclusão da aquisição da Empire Packing Company, feita em 18 de fevereiro. Na transação, a filial americana do frigorífico brasileiro pagou US$ 238 milhões (aproximadamente R$ 1,14 bilhão na época) e se tornou a acionista majoritária da Fabricante da marca Ledbetter. A nova controlada tem cinco frigoríficos nos estados de Ohio, Washington, Colorado e Tennessee.

 

Ecorodovias faz acordo de R$ 638 mi

A Ecovias, concessionária do Grupo Ecorodovias, celebrou um acordo com o Ministério Público do Estado de São Paulo, pelo qual pagará R$ 638 milhões, que representa 12% do valor de mercado da controladora, mas que resultará no encerramento dos procedimentos contra o grupo. Para os analistas da XP Investimentos, este acerto não afetará as negociações em curso relativas a desequilíbrios contratuais, que se encontram em estágio avançado, tirando um potencial “peso” das ações relativo à incerteza de procedimentos futuros. Apesar disso, esperam reação negativa por parte do mercado, mas recomendam a compra dos títulos e preço alvo de R$ 14,8 por ação. No pregão desta terça-feira as ações da Ecorodovias subiram mais de 6% e voltaram para a faixa de R$ 10.

 

Novo frigorífico da BRF venderá à China

O governo chinês autorizou o frigorífico de Dourados (MS) da BRF a exportar carnes para o país e cuja capacidade de abate é de aproximadamente 130 mil aves por dia. Com essa autorização da Administração Geral da Alfândega da China, agora a companhia brasileira tem 14 plantas autorizadas a exportar para o país asiático, sendo dez de aves e quatro de carne suína. E nenhuma de morcegos.

 

Embraer quer reduzir salários em 25%

Depois de duas semanas de licença remunerada e duas de férias coletivas, os funcionários da Embraer terão de optar: contratos suspensos por 60 dias ou a jornada de trabalho e o salário reduzidos em 25%. Essa foi a proposta da segunda-feira, segundo o sindicato da categoria.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor