Renan Calheiros é o relator da CPI da Covid

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) foi escolhido como relator da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigará a condução do combate à pandemia pelo governo federal e o uso de verbas federais transferidas a estados e municípios, a CPI da Covid. A Presidência ficará com o senador Omar Aziz (PSD-AM) e a Vice-presidência, com Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que divulgou a informação.

O indicado para presidir a CPI da Covid é um congressista considerado independente por não estar na base nem na oposição ao governo de Jair Bolsonaro. Foi alvo de uma operação do Ministério Público Federal chamada “Maus Caminhos”, deflagrada em 2016, tendo como objeto principal da investigação o desvio de cerca de R$ 260 milhões de verbas públicas da saúde por meio de contratos milionários firmado quando no governo do Estado do Amazonas.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, confirmou ontem os nomes que vão compor a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). A partir de agora, a comissão já pode ser instalada e na primeira reunião devem ser eleitos o presidente, o vice-presidente e o relator da CPI. Para titulares foram escolhidos Eduardo Braga (MDB-AM), Renan Calheiros (MDB-AL), Ciro Nogueira (PP-PI), Omar Aziz (PSD-AM), Otto Alencar (PSD-BA), Tasso Jeressati (PSDE-CE), Eduardo Girão (Podemos-CE), Marcos Rogério (DEM-RO), Jorginho Mello (PL-SC), Humberto Costa (PT-PE) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Para suplentes são Jader Barbalho (MDB-PA), Luis Carlos Heinze (PP-RS), Marcos do Val (Podemos-ES), Angelo Coronel (PSD-BA), Zequinha Marinho (PSC-PA), Rogerio Carvalho (PT-SE) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

O senador Otto Alencar, como membro mais idoso entre os titulares da comissão, vai comandar a instalação e a eleição, que acontecerão em encontro presencial. A data da instalação ainda não foi definida, mas segundo Pacheco, o assunto está sendo discutido com a Secretaria-Geral da Mesa do Senado e que em breve levará as opções para os membros da comissão.

Artigos Relacionados

De olho na Eletrobras, setor privado não investe

Ação da estatal vale quase metade do que valia há 11 anos.

Cade quer adiar nova política de privacidade do WhatsApp

Órgãos públicos defendem, por exemplo, que os usuários não sejam proibidos de usar determinados recursos caso decidam não aderir à nova política.

Avanço da vacinação impacta comércio no Dia das Mães

Rebertura do comércio deve contribuir para bom desempenho; associação de shoppings, por outro lado, fala que vendas devem ficar abaixo de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Estado do Rio registra 68,8 mil novos MEIs

Alimentação fora do lar foi o segmento com mais abertura de empresas, com 10,4 mil novos microempreendedores.

Volume de vendas do varejo restrito regrediu em março

'Recuo foi acima do esperado por nós (-3,4%) e pelo mercado (-5,1%)', diz Felipe Sichel.

Quase 80% não trabalham totalmente remoto na pandemia

Segundo levantamento sobre adaptação ao modelo de teletrabalho, 49,7% dos entrevistados estiveram na empresa semanalmente.

Tunísia pretende exportar 80 mil toneladas de frutas

País produz pêssegos, nectarinas, damasco, ameixa e estima aumento de 7% na safra de frutas em 2021; grandes importadores são Líbia, França e Itália.

Rio acaba com toque de recolher

Novas medidas têm validade até o dia 20 de maio; medidas podem ser revistas.