Renova Energia fecha negócio da Brasil PCH

A Renova Energia, em recuperação judicial, concluiu nesta quinta-feira a venda de sua posição majoritária na Brasil PCH, sociedade que reúne 13 usinas de pequeno porte, localizadas em Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, com capacidade de geração de 291 MW´s. A Renova é listada no Nível 2 de Governança Corporativa da BM&FBovespa, sob o código RNEW11. A empresa atua em geração de energia por fontes renováveis com foco em parques eólicos, pequenas centrais hidrelétricas e projetos de energia solar.
A venda foi realizada para a BSB Energética e Eletroriver, acionistas minoritários da Brasil PCH, que exerceram o direito de preferência previsto no Acordo de Acionistas da Brasil PCH, em transação de R$ 1,1 bilhão.
A venda do ativo, segundo a empresa, permitiu a redução de cerca de R$ 740 milhões do endividamento do grupo. Os recursos da operação foram utilizados para liquidação antecipada de empréstimo DIP perante a Quadra Capital. Além da quitação do empréstimo na modalidade DIP, a Renova também cumpriu obrigações como quitação de credores concursais e extraconcursais.
“A operação reduziu expressivamente a dívida e reafirma o sucesso que estamos tendo na implementação do plano de recuperação judicial”, destaca Marcelo Milliet, CEO da Renova Energia. A liquidação da operação ocorre no momento em que a empresa se prepara para inaugurar a operação do Complexo Eólico de Alto Sertão III – Fase A.

Projeto importante

O Complexo Eólico de Alto Sertão III é o principal projeto da companhia, que conta com 155 torres de geração de energia, distribuídas em 26 projetos, em 6 municípios da Bahia (Caetité, Igaporã, Pindaí, Licínio de Almeida, Riacho de Santana e Guanambi).
Alto Sertão III – Fase A tem 4 subestações e 208 km de linhas de transmissão. Quando estiver em pleno funcionamento, terá capacidade de gerar 432,7 MW´s, energia suficiente para abastecer entre 900 mil e 1 milhão de residências, de acordo com o padrão Aneel.
O projeto, que será um dos 10 maiores parques de energia eólica da América Latina, começa a operar no mês que vem. Até dezembro, 40 unidades de geração estarão em operação. As 155 turbinas instaladas estarão em pleno funcionamento em abril de 2022. A rede irá operar conectada ao sistema de distribuição da Chesf.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

BRF assina memorando com fundo saudita

Empresa anunciou memorando de entendimentos com o Public Investment Fund, da Arábia Saudita, para criar uma joint venture no país do Golfo.

Empresa brasileira de produtos médico-hospitalares cresce 20% em 2021

Faturamento foi de R$ 28 milhões.

Condomínios e hotéis poderão vender sanduíches do Bob’s

Onii distribuirá os sanduíches pré-prontos da rede ainda nesse mês.

Últimas Notícias

Empregos na saúde ultrapassa 4,6 milhões

O número de pessoas empregadas na cadeia produtiva da saúde cresceu 0,6% entre agosto e novembro do ano passado ao atingir 4.652.588 de trabalhadores,...

RJ terá dificuldades de pagar R$ 92 bi à União

O Governo do Estado do Rio de Janeiro poderá encontrar dificuldades para cumprir o pagamento de R$ 92 bilhões devidos à União. Isso porque...

China reduz juros em empréstimo de médio prazo

O banco central da China reduziu nesta segunda-feira (17) as taxas de juros de seus empréstimos de médio prazo (MLF) e repôs reversos em...

Petrobras: recorde de produção no pré-sal em 2021

A Petrobras atingiu recorde anual de produção no pré-sal em 2021, ao alcançar 1,95 milhão de barris de óleo equivalente por dia (boed). Esse...

Médicos de SP mantêm greve na quarta-feira

Após se reunirem com o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, na tarde desta segunda-feira, o Sindicato dos Médicos de São...