Replay

O câmbio mergulhante – na feliz definição do diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp, Paulo Francini – pode levar de volta às telas um dos maiores sucessos da propaganda petista durante o período do populismo cambial da interminável era FH. Aquele em que asiáticos e outros povos apareciam agradecendo ao governo brasileiro pela criação de empregos… na China, Filipinas, Japão.

Neurose
Repúdio ao que chamam “segurança” e que afeta a liberdade do ser humano, nessa neurose que está se impondo nos aeroportos à guisa de luta contra o terrorismo, foi uma das decisões conjuntas das quatro maiores instituições de advogados do mundo (American Bar Association, International Bar Association, Conselho da Comunidade das Ordens Européias e União Internacional dos Advogados, esta última equivalente a uma Ordem Mundial dos Advogados e presidida pelo brasileiro Paulo Lins e Silva).
Os profissionais defenderam também a proteção do Estado de Direito, a independência do Poder Judiciário e a independência da profissão de advogado.

Pró-rei
O ministro Miguel Jorge, do Desenvolvimento, não deixou bem claro, na declaração que deu quinta-feira sobre a quebra de empresas tornadas “ineficientes” com a farra do dólar se, a exemplo do que ocorreu com os bancos no início do Plano Real, virá um Proer para alguns empresários eficientes no trato com o Governo Federal adquirirem companhias que forem levadas à breca.

Ainda MJ
Aliás, e a propósito, Miguel Jorge foi diretor de Comunicação Social e depois vice-presidente de Assuntos Corporativos (1987 a 1994) da Autolatina, a joint que uniu Volkswagen e Ford e que teve como principal consequência a perda da liderança do mercado de automóveis leves para a Fiat.

O tempo passa…
No Segundo Império, o engenheiro André Rebouças se tornou um dos homens mais ricos do país. Foi o principal empreiteiro da época, amigo de D. Pedro II – a ponto de seguir com o imperador para o exílio, com a proclamação da República. Mas Rebouças, ao contrário dos seus pares atuais, eram um visionário: defendia o fim da escravidão associado a um ousado projeto de reforma agrária, que beneficiaria os escravos que seriam libertados.

Deleta
Os preços dos produtos vendidos via Internet tiveram deflação de 1,32%, em maio, segundo apurou o índice e-flation, do Programa de Administração do Varejo (Provar), da Fundação Instituto de Administração (FIA), em parceria com a Canal Varejo – Consultoria: Mercado de Bens e Serviços. O resultado manteve a tendência negativa de abril, de 0,99%. As maiores queda de preços do mês passado foram os brinquedos e informática, com deflação de 4,15% e 3,46%, respectivamente. Já na categoria produtos para casa houve alta expressiva: 11,86%, a maior para os produtos da cesta do índice nos últimos 12 meses

Burla
Os bancos tinham sólidos motivos para tentarem escapar da aplicação do Código de Defesa do Consumidor (CDC) nas relações com seus clientes. Vários deles, por exemplo, para escapar da proibição de cobrar tarifas das contas-salário as transformaram em contas correntes, sem qualquer consulta aos titulares, como o Banco do Brasil.

Parto
Será em 5 de junho o lançamento do livro O Parto da Girafa, de José Ângelo Lopes Hasselmann (Quartet Editora). O evento ocorrerá às 19h, na Livraria Museu da República (Palácio do Catete, à R. do Catete, 153, RJ)

Bingo
O presidente Lula poderia por aplicar a seu próprio governo a tomada de posição que cobrou do Congresso em relação à legalização ou não dos bingos. Poucos dias antes do caso envolvendo Waldomiro Diniz, Lula mandou mensagem ao Legislativo legalizando o jogo. Com o estouro do escândalo, mudou de opinião, mas não adotou qualquer posição contra os integrantes da base governista que derrubaram a proposta ou se abstiveram no Senado.

Artigo anteriorAté quando?
Próximo artigoCorte francesa
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É a saúde (além da economia), estúpido!

Vacinação e estímulos à economia andam juntos; Brasil fica para trás em ambos.

Cortes poupam petroleiras e ‘bolsa refrigerante’

Para liberar auxílio emergencial, governo prejudica setores essenciais.

Inflação e PIB expõem falácia do Teto dos Gastos

‘Faz sentido?’, pergunta Paulo Rabello. ‘Claro que não’.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Lula livre. Até quando?

Jurista: Necessidade de proteger Moro e os procuradores da Lava Jato.

Produtividade na indústria cai com menor produção na pandemia

Para 2021, as perspectivas são melhores, em razão do início da vacinação da população.

Demanda por bens industriais cresceu 0,6% em janeiro

Ipea apontou avanço de 6,6% no trimestre móvel encerrado no primeiro mês de 2021.

Aumenta consumo de pornô por público feminino

Relatório de site de entretenimento adulto revela que 39% do acessos são de mulheres.

Abertura de empresas tem alta de 13,4% em novembro

Segundo Serasa, sociedades limitadas impulsionaram índice; comércio teve alta estimulada por Black Friday e festas de fim de ano.