Reprovados

Emilio Chernavsky, da Fipe/USP, analisou as previsões do Relatório Focus, do Banco Central. E as conclusões não são nada favoráveis aos analistas e economistas dos bancos: “Os resultados aqui apresentados da avaliação das previsões divulgadas no Relatório Focus não foram particularmente favoráveis. Com exceção da taxa de câmbio, e em alguma medida das exportações e da dívida pública, as previsões feitas para todas as variáveis analisadas apresentaram vieses sistemáticos e de magnitude elevada, frequentemente superior a 20% dos valores médios, como no caso das medidas de inflação e da produção industrial. Também com a exceção das mesmas três variáveis, os valores absolutos dos erros médios alcançaram níveis superiores a 40% das médias efetivamente realizadas, chegando por vezes a mais de 100%.”

Reprovados – 2
Não são erros inocentes. As decisões tomadas pelo Banco Central a partir das análises feitas pelas instituições financeiras podem trazer – e quase sempre trouxeram – grandes prejuízos à sociedade brasileira. E, talvez não por obra do acaso, grandes lucros para os bancos.

Tábua de salvação
A regulamentação do parcelamento de débitos tributários das micro e pequenas empresas irá garantir a manutenção de 1 milhão de empregos formais, estima a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). A medida foi publicada no Diário Oficial da União de terça-feira e passará a valer a partir do dia 2 de janeiro para todas as empresas optantes do Simples. O Sebrae calcula que pelo menos 500 mil empresas poderiam ser excluídas do sistema simplificado devido a dívidas. Serão permitidos os parcelamentos de débitos com a União, estados e municípios. Além disso, não há prazo para a adoção pelos contribuintes, ao contrário de programas como o Refis da Crise. A correção, porém, será pela salgada Selic, em até 60 meses.

Única verde
A construtora Wrobel deve ser denunciada por tráfico de influência no relatório final da CPI da Assembléia do Rio de Janeiro (Alerj) criada para investigar denúncias contra o 9º Cartório de Registro Geral de Imóveis (RGI), relativas a imóveis situados na Barra da Tijuca e no Recreio dos Bandeirantes. O presidente da CPI, deputado Paulo Ramos (PDT), explicou que a empresa tem um empreendimento grande na região, na Estrada do Rio Morto, com 450 lotes, “que não foi denunciado por crime ambiental mesmo o MP tendo movido uma ação por crime ambiental contra duas comunidades vizinhas ao empreendimento da Wrobel. Como alguém está em uma área e comete o crime e, na mesma área, outros não cometem? Esse tráfico de influência que estamos constatando vai constar no relatório final da CPI”, disse o pedetista.

Vulnerável
No dia 19, a Associação de Engenheiros da Petrobras (Aepet) recebeu a comenda da Ordem de Monteiro Lobato, outorgada pela Associação Nacional Monteiro Lobato, integrada por cerca de 7.500 maçons de todo o país, que realizava seu quinto congresso. Durante o evento, foi redigido manifesto contra a privatização dos aeroportos brasileiros. “Os aeroportos são áreas de cunho altamente estratégico, pois são partes do território nacional, que podem tornar o país vulnerável a invasões estrangeiras. Um exemplo disto, foi a invasão da Tchecoeslováquia, que se deu através da tomada do aeroporto de Praga. Uma vez dominado o aeroporto, o desembarque de tropas e  equipamentos bélicos se tornou fácil. E assim o país foi conquistado rapidamente”, lembra o manifesto.

Conserto
A política macroprudencial ajudou a evitar uma “bolha” de crédito, mas talvez a carga tenha sido exagerada, e agora o Banco Central vem baixando a taxa básica de juros e, na última sexta-feira, afrouxou os requisitos de capital para o financiamento ao consumo e para o crédito consignado com prazos até 60 meses. A análise é do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento industrial (Iedi), que aplaude o aumento no capital requerido para empréstimos acima desse prazo. “A medida pode contribuir para refrear o retraimento do consumo que parece ter sido intenso nos últimos meses.”

Mais de um quarto
Aposentadorias e pensões respondem por 26,6% dos rendimentos no Estado do Rio de Janeiro.

Artigo anteriorEngana
Próximo artigoPimenta nos olhos dos outros…
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Se mirar Nordeste, Bolsonaro atingirá o próprio pé

Região tem menor média de casos e óbitos causados pela Covid.

Neodefensores do trabalhador ignoraram crise

Desemprego já era estratosférico em 2019, e apoiadores de Guedes nem ligavam.

Argentina fechará com China parceria do Cinturão e Rota

Iniciativa pode ser pontapé inicial para desenvolvimento e integração da América Latina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

BC altera norma para segunda fase do open banking

Medida complementa regulamentação que estabelece requisitos técnicos de fase que vai permitir compartilhamento de dados e transações de clientes.

Confiança do consumidor medida por Michigan ficou abaixo do esperado

Índice registrou leitura de 86,5 na prévia de abril e o esperado era 89.

Escolha de conselheiros da ANPD preocupa por conflito de interesses

Entre os indicados há diretores e encarregados de dados pessoais de grandes empresas da internet.

Exterior abre em alta e futuros no Brasil operam com cautela

China atinge crescimento de 18,3%; na Europa, Índice de Preços ao Consumidor amplo de março teve avanço de 1,3% ao ano.

Estaleiro de SC investe meio milhão em linha de produção exclusiva

Estaleiro irá entregar até quatro vezes mais rápido e atender à crescente procura por embarcações novas.