Repsol ganha direito de explorar na Venezuela

A Repsol YPF, grupo de gás e petróleo da Espanha, recebeu o direto de explorar o bloco de petróleo de Orinoco, na Venezuela. O bloco, que possui 500 quilômetros quadrados está previsto para começar a produzir em 2009, obtendo capacidade máxima aproximadamente com dois anos de funcionamento, em 2011.
A região é tida como local abundante em petróleo pesado e extrapesado, mas a Repsol não revelou números com relação à estimativa sobre as reversas da área. O novo campo é visto como possibilidade para a companhia inverter a baixa de 6% na produção, registrada no primeiro semestre deste ano.
A Repsol foi a única empresa privada a receber o direito de exploração. Entre as companhias estatais que também poderão explorar a área está a PDVSA, petrolífera da Venezuela. As duas companhias vão trabalhar em conjunto pela certificação de reservas da área e têm plano de iniciar a perfuração do bloco em 2007. Com isso, as previsões de produção mundial de petróleo da Repsol para 2005 não foram alteradas. A companhia espera registrar aumento apenas a partir do ano que vem.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCúmplice
Próximo artigoO Dirceu de Palocci

Artigos Relacionados

Alta dos preços leva a aumento de protestos

Agitação em países onde manifestações eram raras preocupa FMI.

Montadoras não vieram; demissões, sim

Promessas de Doria e Bolsonaro para fábrica da Ford não passaram de conversa para gado dormir.

Ganhos de motoristas de app desabam

Renda média é de pouco mais de 1,5 salário mínimo.

Últimas Notícias

Câmara deve colocar em votação PL que desonera tarifas de energia

Em 2021, o Brasil passou pela pior crise hídrica em mais de 90 anos

Metodologia para participação de investidor estrangeiro

Serão considerados os dados de liquidação das operações realizadas no mercado primário nos sistemas da B3

Fitch eleva rating do Banco Sicoob para AA (bra)

Houve melhora do perfil de negócios e de risco da instituição

Petrobras Conexões para Inovação cria robô de combate a incêndio

Estatal: Primeiro no mundo adaptado para a indústria de óleo e gás

Brasil tenta ampliar diálogo com a UE

Debate da recuperação econômica nas duas regiões e discussão sobre as perspectivas das políticas fiscais