Retorno garantido

O conjunto das 20 atividades industriais com maior taxa de inovação foi responsável por 23,6% da receita líquida de vendas de toda a indústria brasileira em 2003. As empresas que investem em inovação tecnológica faturam mais do que as que não investem, revela estudo realizado pela Associação Nacional de Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia das Empresas Inovadoras (Anpei) que será apresentado em um seminário nesta quarta-feira, em Brasília.
Se depender de pesquisa para se desenvolver a altas taxas, porém, o Brasil vai mal. No ranking dos países emergentes em investimento em P&D, o Brasil ocupa a quinta posição, com US$ 12,2 bilhões anuais, ficando muito atrás da China (US$ 84,6 bilhões), Coréia (US$ 24,4 bilhões), Índia (US$ 20,7 bilhões) e Rússia (US$ 16,9 bilhões).

Consumismo
Apenas 2% dos internautas afirmam que comprar produto de uma empresa socialmente responsável é o item mais importante na hora de definir uma aquisição de roupas, eletroeletrônicos ou alimentos; 4% escolheram essa resposta na aquisição de produtos de higiene pessoal. O que mais pesa na hora da compra é a qualidade (de 43% a 69%, dependendo do segmento), seguido pelo preço (de 14% a 32%), respeito ao meio ambiente (de 5% a 8%) e marca (de 3% a 16%). Este é o resultado de pesquisa para entender o comportamento dos internautas em relação à questão do consumo consciente feita pelo Instituto Qualibest (www.qualibest.com.br).
Outros resultados da pesquisa: 89% dos entrevistados concordam que as pessoas costumam consumir muito por impulso; 65% declararam que procuram sempre comprar um produto que não desrespeite o meio ambiente; 43% concordam que ter mais coisas do que possuem hoje os faria mais feliz; 28% não se importam em pagar juros para comprar um produto que desejam muito.

Recorde
Depois da queda em agosto, o número de empregos abertos na construção do Rio de Janeiro foi recorde em todos os meses, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego (Caged). Foram criados 2.760 postos de trabalho. No acumulado do ano, o número chega a 15.518, contra 5.872 registrados no mesmo período em 2005. No país, o acumulado de 2006 da construção civil registra a criação de 131.409 até setembro, 22% a mais que igual período de 2005.

Gasolina oficial
Em seu papel duplo de presidente e candidato, Lula homenageou o piloto de Fórmula 1 Felipe Massa. Na cerimônia, porém, uma derrapada – ou, na linguagem futebolística, a que o presidente está mais acostumado, uma bola nas costas: Lula colocou o boné da italiana Ferrari, equipe de Massa. A estatal Petrobras é uma das patrocinadoras da rival Williams.

Pesquisite
Institutos de pesquisas não brigam apenas com os fatos. No Maranhão, a divulgação de números antagônicos provocou uma guerra entre as empresas e os candidatos. A campanha do candidato do PDT ao governo do estado, Jackson Lago, acusa o Ibope de, depois de assegurar que a candidata do PFL, Roseana Sarney, seria eleita no primeiro turno, ser o único instituto a apontar vantagem de seis pontos percentuais para a pefelista.
A campanha de Lago, que acusa a imprensa nacional de omitir resultados desfavoráveis a Roseana, diz que os institutos Toledo&Associados e Constat apontam vantagem de dez pontos para o pedetista. O segundo foi o primeiro a apontar a possibilidade de segundo turno no estado. A pesquisa do Ibope no Maranhão é paga pela TV Mirante, de propriedade da família Sarney. A divergência deve ser resolvida, domingo, pelos eleitores.

Lula lá e cá
Aliás, no Maranhão, o presidente Lula é o principal cabo eleitoral dos dois candidatos ao governo. Como o novo Lula, aparece com Roseana Sarney nos comícios e em depoimentos na TV pedindo votos para a pefelista. Já o horário eleitoral de Jackson Lago exibe o Lula pré-presidente, que, até passado relativamente recente, usava pesada retórica para pedir aos eleitores maraenhenses que não votassem de jeito algum na sua aliada de hoje.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Inflação engorda lucros de bilionários de energia e alimentos

Fortunas dos ricaços desses 2 setores aumentaram US$ 1 bilhão a cada 2 dias desde 2020.

Últimas Notícias

Acusações de palhaça e possível ação da CVM fazem ação da TC desabar

Papéis chegaram a recuar mais de 25% no pregão desta quinta-feira.

Aqui, na terra, a coisa está preta

Por Paulo Alonso.

Setor público registrou superavit de R$ 358 bi em 2021

O setor público brasileiro registrou um superavit orçamentário de R$ 358 bilhões em 2021, resultado que deriva dos cerca de R$ 6,3 trilhões em...

Triste realidade

Em cada 4 bairros do Rio, 1 tem milicianos ou traficantes

Pré-candidatura de Ceciliano ao Senado ganha apoio na Região Serrana

Prefeito do PSB vira as costas para candidato do partido.