Rio permanece em estágio de atenção por causa da chuva

Mau tempo prejudicou o trânsito e houve engarrafamentos na cidade; chuva em um dia supera média do mês.

Rio de Janeiro / 13:13 - 23 de set de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A cidade do Rio de Janeiro permanece em estágio de atenção na manhã desta quarta-feira, por conta da forte chuva que cai desde a noite de segunda. O estágio é o terceiro em uma escala de cinco e significa que ocorrências impactam na rotina da população. O Rio entrou em estágio de atenção às 8h15 de ontem.

Segundo o radar meteorológico do Centro de Operações da Prefeitura (COR), agora pela manhã não há previsão de chuva forte, mas pode ocorrer chuva fraca a moderada isolada nas próximas horas.

Nas últimas 24 horas, algumas áreas registraram mais chuva do que a média de setembro. Na estação Alto da Boa Vista, a média histórica para setembro é de 148,3mm e o acumulado em 24 horas - por volta das 7h de hoje - era de 201,2mm. A estação Grota Funda registrou 142,0mm em 24 horas, em que  a média histórica para o mês é de 107,3mm.

Houve rajadas de vento forte ontem, que chegaram a 70,4 km/h no Aeroporto Santos Dumont e a 64,4 km/h no Forte de Copacabana, às 12 horas de ontem. Às 11h os ventos chegaram a 55,6 km/h na Base Aérea de Santa Cruz e 59,3 km/h na Base Aérea do Campo dos Afonsos.

De acordo com o COR, nesta manhã ainda estavam em andamento bolsões de água na Estrada do Itanhangá e na Estrada de Jacarepaguá. Houve, ainda, alagamento na Estrada Vereador Alceu de Carvalho e no Jardim Maravilha e lâmina d'água na Avenida Borges de Medeiros, na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul da cidade.

Ao todo, foram registrados desde a noite de segunda-feira 39 ocorrências relacionadas à chuva, sendo 27 bolsões d'água em vias e 14 quedas de árvore. Uma árvore caiu na Estrada da Pedra Bonita, no Alto da Boa Vista.

Um deslizamento na Estrada da Gávea Pequena deixou a pista interditada. As sirenes do sistema Alerta Rio foram acionadas em 17 comunidades, sendo desligadas às 7h10 de hoje. Os locais que passaram por risco foram a Rocinha, Formiga, Sitio Pai João, Guararapes, Salgueiro, Sumaré, Borel, Santa Marta, Ladeira dos Tabajaras, Cabritos, Escondidinho, Prazeres, Vila Elza, Babilônia, Chapéu Mangueira, Cantagalo e Pavão-Pavãozinho.

A Marinha prorrogou o aviso de ressaca para o litoral do Rio até as 21h de hoje. O alerta é para a ocorrência de ondas de até três de altura.

O Rio Morto transbordou em Vargem Grande, causando a interdição da Estrada Alceu de Carvalho.

 

Agência Brasil

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor