27.4 C
Rio de Janeiro
domingo, janeiro 24, 2021

Risco Brasil

Eco da qualidade dos fundamentos macroeconômicos: os gastos com segurança lideram a planilha de investimentos corporativos das grandes e médias empresas do Brasil, segundo levantamento da empresa de segurança Graber Rastreamento no início do ano. Líder do setor, a Graber registrou aumento de 30% do volume de negócios de segurança corporativa. Segundo a Graber, esse incremento se deve ao alto índice de sequestros no último ano. Só na cidade de São Paulo, foram registradas 118 ocorrências, em 2003, além do número de ações relâmpago – a cada duas horas, uma pessoa é vítima também em São Paulo.

Fim da privacidade
Segundo os dados do Manual da Segurança, lançado em 2002, pela Câmara Brasil Alemanha, o sequestro é um crime que, para usar a linguagem do mercado, tem foco claramente definido. Os executivos são 53% das vítimas de sequestros, seguidos pelos profissionais liberais, alvos de 29% das ocorrências. Diante disso, as empresas passaram a adotar medidas que vão do controle de informações confidenciais de seus executivos ao rastreamento por satélite de familiares dos profissionais. Algumas empresas reúnem em pastas fotografias, histórico médico e dentário, conversas gravadas, registros manuscritos, perguntas que somente a vítima pode responder, além de detalhes sobre a escola e a formação profissionalizante, endereços importantes e números telefônicos dos médicos e advogados da família.

Por três
Produtores brasileiros triplicaram o volume de negócios na Biofach 2004, maior feira de produtos orgânicos do mundo, realizada em Nuremberg, Alemanha, em fevereiro. Os expositores alavancaram exportações no valor de US$ 15 milhões, contra US$ 5,5 milhões no ano anterior. Os produtos negociados foram café, açúcar, castanha de caju, mel, frutas frescas e secas, sucos, polpa de fruta, cereais e legumes. Os agricultores familiares são responsáveis pela maior parte da produção orgânica do Brasil, representando 90% da força de trabalho deste setor.

Árbitro
O advogado Pedro Batista Martins, especialista em mediação e arbitragem, fará palestra no seminário International Commercial Arbitration in Latin America, dia 12, em Nova York. Martins falará sobre reconhecimento e execução de sentença arbitral estrangeira.

Unidos
Dois ícones do desenvolvimento de tecnologia nacional da década de 80, quando “made in Brazil” não era um taxado como palavrão jurássico, a Cobra Tecnologia e o CPqD iniciaram um processo de colaboração. Um primeiro resultado foi a contratação da certificação de produtos da marca premium de computadores Cobra – a linha Auria. Em negociação está também a adoção pelo CPqD (que foi o braço de tecnologia da Telebrás) do Portal de Gerenciamento de Projetos desenvolvido pela Cobra.

Patrício
Empresários brasileiros e portugueses almoçam neste domingo com o primeiro-ministro de Portugal, José Manuel Durão Barroso, no Palácio São Clemente, da Prefeitura do Rio de Janeiro. Além do prefeito César Maia devem comparecer José de Souza Cintra, da Cervejaria Cintra, e a executiva Maria Sílvia Bastos Marques (ex-CSN).

Panorama latino
As atuais condições políticas, econômicas e sociais da América Latina em geral e as do Equador em especial serão tema de debate, no próximo dia 9, às 18h, no Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Sintrasef). Intitulado América Latina: Submissão ou Independência o evento contará com a participação do deputado Luis Maldonado, do Movimento Popular e Democrático (MPD) equatoriano e representantes do Partido Comunista Marxista-Leninista do Equador (PCMLE). Além do próprio Sintrasef, o encontro é organizado por Centro Cultural Manoel Lisboa, vereador Eliomar Coelho (PT) e Partido Comunista Revolucionário (PCR).

Passaporte
Acontecerá no próximo dia 11, no Hotel Glória (RJ), a II ExpoBelta Rio, que reunirá representantes dos EUA, Nova Zelândia, Inglaterra, Austrália, entre outros. Trata-se da maior feira de intercâmbio cultural e educacional do país.

Artigo anteriorNova matemática
Próximo artigoElas
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Incerteza da população ou dos mercados?

EUA e Reino Unido espalham suas expectativas para os demais países.

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.