Roundup causa danos para consumidor e para a Bayer

Empresa alemã vai pagar US$ 40 milhões para encerrar ação sobre glifosato.

Empresas / 19:46 - 31 de mar de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Acusada de enganar consumidores ao omitir riscos à saúde em rótulo do herbicida Roundup, que contém glifosato, a Bayer vai pagar U$S 39,6 milhões para encerrar ação coletiva movida contra ela nos Estados Unidos. São cerca de 50 mil processos. Uma quantidade imensa de consumidores teve problemas de saúde com o uso do herbicida.

Importante frisar que a ação também inclui exigências para a melhora da rotulação do herbicida. De acordo com o site da Bloomberg, será removida uma parte do texto que afirma que o glifosato afeta apenas uma enzima encontrada em plantas.

A Bayer ainda defende a segurança da utilização do Roundup, mesmo após perder três disputas judiciais nos Estados Unidos envolvendo o herbicida.

Em comunicado, a empresa elogiou o acordo, alcançado após mais de dois anos de litígios em diversos tribunais federais americanos. O tribunal do estado americano do Missouri ainda deve aprovar esse o acordo.

A Bayer enfrenta outros 48,6 mil processos judiciais referentes a casos de câncer supostamente associados ao uso do Roundup.

Negociações para futuros acordos judiciais já ocorrem há um bom tempo, supervisionadas pelo promotor federal Ken Feinberg. Analistas acreditam que um acordo final poderá custar em torno de de US$ 10 bilhões à Bayer. Apesar do grande número de processos judiciais envolvendo o Roundup, a empresa vem registrando lucros elevados nos últimos anos.

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor