Ruralistas correm atrás, e os empresários industriais?

Vem da conservadora Sociedade Rural Brasileira (SRB) a mais forte reação no país ao acordo em negociação entre...

Vem da conservadora Sociedade Rural Brasileira (SRB) a mais forte reação no país ao acordo em negociação entre Mercosul e União Europeia. O agronegócio brasileiro ainda considera que são desvantajosas as condições para o Brasil selar o tratado. Esta semana deve começar nova rodada de negociações. A expectativa é que o acordo seja anunciado durante a Conferência Ministerial Bienal da Organização Mundial do Comércio (OMC), que acontecerá entre os dias 10 e 13 de dezembro, na Argentina. A SRB defende que o Brasil deve manter uma postura firme e cautelosa nesta fase final e decisiva. “Estamos certamente atrasados, mas isso não deve ser motivo para assinarmos um acordo que não represente os interesses nacionais”, avalia Marcelo Vieira, presidente da SRB. “O acordo deve representar os interesses nacionais pela natural influência que exercerá nas negociações futuras”, diz o dirigente.

Na prática, a entidade avalia que a contrapartida a ser obtida pelo bloco do Mercosul precisa ser tão relevante quanto o acesso ao amplo e crescente mercado consumidor que será garantido à União Europeia. Para a SRB, as sinalizações dadas pelo bloco europeu representam um retrocesso em comparação ao que já foi apresentado no passado, época em que o mercado comum europeu era mais restrito e com menor número de países. A SRB defende seu lado, que é o de venda de bens primários agrícolas. “O acesso a bens industriais será livre. Também não faz sentido o acesso a bens da agroindústria ficar protegido por tarifas, escondendo-se com os argumentos do produtor agrícola europeu”, ressalta.

Mas, em meio à defesa da pauta de exportações primária, sobressai a desvantagem do acordo para o Mercosul, Brasil principalmente. Liberar a venda de produtos industriais de alto valor agregado seria dar mais um tiro na indústria brasileira, cuja participação na produção mundial caiu de 2,74%, em 2006, para 1,84%, dez anos depois, como mostrou o MONITOR MERCANTIL neste final de semana. Para os europeus, seria um mercado, atualmente pequeno, para desovar seus produtos, que não conseguem competir com os chineses. A União Europeia representa 20% a 25%, aproximadamente, das exportações do Mercosul. Já o Mercosul representa 3% a 4% das exportações europeias. Afastar os países latino-americanos dos programas de desenvolvimento lançados pela China é outro efeito que viria do acordo Mercosul–UE.

 

62 anos

O Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio) comemora 62 anos. A entidade é um marco no comércio brasileiro, pois lá foi criado o Serviço de Proteção ao Crédito, cuja sigla, SPC, é sinônimo de pagamento.

Fundado em 7 de novembro de 1955, o CDLRio se constitui num dos exemplos bem-sucedidos entre as entidades de comércio do Brasil. A entidade montou uma eficiente infraestrutura e dedicou especial atenção aos seus mais de 15 mil associados, a quem presta diversos serviços.

Segundo o seu presidente, Aldo Gonçalves, o clube foi também o pioneiro no Brasil e deu origem à criação de novos CDLs por todo o país, inclusive às entidades estaduais, como a FCDLRJ, e a própria CNDL. “A entidade persegue o caminho da modernização, atualização técnica, operacional e da responsabilidade social, pois entende que a sobrevivência e a evolução do comércio varejista, setor de forte concorrência, depende de um contínuo aprimoramento”, afirma Aldo.

O CDL está prestes a estrear casa nova, no endereço tradicional, Rua da Alfândega, 101. O Alfa Rio Prime Business, construído no local da antiga sede, ficou pronto.

 

Dito e feito

Uma das acusações contra os defensores do impeachment de Dilma Rousseff é que iriam reduzir o Bolsa Família. Temer e asseclas negavam. O Orçamento da União de 2018 mostra que serão destinados ao programa R$ 28,7 bilhões, queda de 3,7% em relação a 2017.

 

Rápidas

A OLX anunciou o novo diretor de Crescimento (CGO), Phillip Klien, ex-Uber e Twitter *** Será quinta-feira, em Brasília, a solenidade de entrega do Prêmio Antaq 2017, da Agência Nacional de Transportes Aquaviários *** Também na quinta-feira, a partir das 19h30, o West Shopping (RJ) abre a sua temporada de Cantatas de Natal com a apresentação de concerto gratuito da Banda Sinfônica da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro *** A advogada Ana Letícia Allevato, do escritório Di Blasi, Parente & Associados, receberá o prêmio Líder do Amanhã 2017 no encontro da International Trademark Association, em Washington, esta semana.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Funcionalismo público: críticas e realidade da categoria

Por Relly Amaral Ribeiro.

Scheer Churrasqueiras dobra vendas na pandemia

Empresa lançou 25 itens em sua linha residencial.

RJ terá receita extra de R$ 100 bilhões

Uma receita extra de R$ 100 bilhões nos próximos dez anos é o que prevê o governo do Estado do Rio de Janeiro com...

Forte recuperação do seguro Viagem

O seguro Viagem continua a mostrar recuperação depois de um forte período de quedas devido à pandemia da Covid-19 e às restrições impostas como...

CNseg aponta vetores de impacto da economia nos próximos meses

Os vetores prós e contra o crescimento do PIB do país em 2021 e em 2022 são relacionados na nova edição (nº 56)...