Ruralistas querem imposto 50% menor para agrotóxicos

86
Glauber Braga, PSoL (Foto: Agência Câmara)
Glauber Braga, PSoL (Foto: Agência Câmara)

O deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) denunciou, em sua conta no Twitter, que o texto da reforma tributária em discussão na Câmara dos Deputados traz um benefício encaixado pela bancada ruralista para beneficiar o setor de agrotóxicos.

Segundo Glauber, a proposta prevê desconto de 50% nos tributos, de forma disfarçada, em meio a benefícios que seria para produtos de higiene. “Eles dão esse benefício dizendo que é para itens de higiene, mas quando abrimos a legislação e as tabelas citadas no texto encontramos um monte de agrotóxicos misturados”, disse o deputado do PSOL.

Em vídeo, Glauber Braga mostra que a distorção está no artigo 8º, inciso 7º, no qual insumos agropecuários como inseticidas, fungicidas, herbicidas e similares são inseridos junto com alimentos destinados ao consumo humano e produtos de higiene pessoal.

A bancada do PSOL apresentou destaque para votação em separado desse ponto do projeto, de forma a tentar retirá-lo da reforma. Além disso, parlamentares estão pressionando o relator da proposta, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), para retirar mais esse benefício.

Espaço Publicitáriocnseg

“Apresentamos um destaque para votação em separado desse ponto, para, caso o relator não suprima o texto, que esse tema seja deliberado e que os deputados tenham que colocar as suas digitais”, disse. “Não é possível que a gente tenha um incentivo ao uso de agrotóxicos. É isso que a bancada do latifúndio está tentando fazer e nós estamos tentando evitar”.

Segundo matéria da RBA, os agrotóxicos já são fartamente beneficiados pela estrutura tributária no Brasil. As indústrias desses produtos pagam em média 3% de ICMS, mas são isentas desse impostos em várias partes do país. IPI, Pis e Cofins têm alíquota zero.

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui