Rússia aumenta reservas de ouro para um nível recorde

Estados Unidos continuam tendo as maiores reservas de ouro, com mais que o dobro do segundo colocado

146
lingotes de ouro
Lingotes de ouro (foto: Pixabay)

As reservas de ouro da Rússia aumentaram para um recorde de 2.360 toneladas em setembro, informou a agência de notícias RIA Novosti nesta quinta-feira. O crescimento no mês foi de 44 toneladas, ou 2%. Como resultado, o tamanho atual das reservas de ouro da Rússia tornou-se o maior da história moderna do país.

Segundo análise da agência, o país continua sendo o quinto do mundo em reservas de ouro. Os Estados Unidos possuem as maiores reservas de ouro do mundo (8.100 toneladas), e a Alemanha está em segundo lugar (3.350) toneladas.

Os futuros de ouro na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York subiram nesta quinta-feira, com o enfraquecimento do dólar. O contrato de ouro mais ativo para entrega em dezembro subiu US$ 6, ou 0,30%, para fechar em US$ 1.993,50 por onça.

Às 15h (em Nova York), o dólar mostrou enfraquecimento. O índice do dólar, que mede a moeda frente a seis principais pares, caiu 0,71%, para 106,124.

Espaço Publicitáriocnseg

Dados divergentes reforçam corrida por reservas de ouro

Os dados econômicos divulgados nesta quinta-feira foram mistos. O Departamento do Trabalho dos EUA informou que os pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos EUA aumentaram em 5 mil, para um ajuste sazonal de 217 mil na semana encerrada em 28 de outubro. Os economistas previam 210 mil pedidos para a semana.

O Departamento do Trabalho dos EUA informou ainda que a produtividade dos EUA aumentou a um ritmo anual de 4,7% no terceiro trimestre, o maior desde o terceiro trimestre de 2020.

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos informou que as encomendas de bens manufaturados às fábricas dos EUA aumentaram 2,8% em setembro, o maior ganho desde janeiro de 2021. Os economistas esperavam um ganho de 2,5%.

Os investidores estão aguardando o relatório mensal de emprego dos EUA, que será divulgado nesta sexta-feira, para obter mais pistas sobre a trajetória política monetária do Federal Reserve.

Nesta quarta-feira, o Fed (Banco Central dos EUA) manteve a taxa de juros, porém mostrou preocupações com a inflação e com o crescente nível dos juros dos papéis do Tesouro de longo prazo.

Com Agência Xinhua

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui