31.3 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, janeiro 20, 2021

Ruído

José Sarney Filho quer mesmo ampliar os horizontes do Ministério do Meio Ambiente, que agora se voltará para o bem estar humano no habitat doméstico. A partir de março do ano 2000 todos os liqüidificadores, inclusive os importados, terão que trazer na embalagem o “Selo Ruído”. A exigência do Ibama servirá para demonstrar o nível de barulho produzido pelo eletrodoméstico em funcionamento. A instrução normativa que obrigará o uso do selo pelos fabricantes já está pronta e deverá ser publicada até meados de dezembro, para vigorar 90 dias depois, informou a coordenadora do Programa Silêncio, Silvânia Medeiros Gonsalves. O programa existe desde 1990. O próximo passo será a regulamentação do selo para secadores de cabelo, aspiradores de pó, equipamentos de ar condicionado, máquinas de lavar e secadoras de roupa. As geladeiras também estão na lista. Por enquanto, o eletrodoméstico barulhento não será proibido. A proposta é que no futuro o selo se torne restritivo. A Organização Mundial da Saúde fixa em torno de 30 decibéis o limite de ruído tolerável pelo ser humano no caso de equipamentos para casa..

Mãezona
Ao contrário das centenas de milhares de deserdados e excluídos insatisfeitos com o Governo FH – segundo o tom confessional do ministro Pedro Malan à CNBB – o setor financeiro não tem do que se queixar do tucanato. Ontem, o Itaú anunciou que seu lucro líquido no terceiro trimestre foi de R$ 437 milhões, 31,3% mais que o abocanhado no segundo trimestre. Entre janeiro e setembro, o lucro líquido do banco já chega a R$ 1,454 bilhão, o maior da história do sistema financeiro do País.

Meu nome é Sampa
Notabilizado por seus contundentes pronunciamentos relâmpagos, o presidente do Prona, Enéas Carneiro, entrou no páreo para a eleição para a Prefeitura de São Paulo. Antes de assumir a candidatura, Enéas teve o cuidado de anular num cartório de Brasília o documento pelo qual se comprometera a não disputar nenhum cargo eletivo, além da Presidência da República. Ele atribuiu sua atitude às mudanças na legislação eleitoral, que põem em risco o futuro das pequenas legendas.

Monsieur Malan
O ministro Pedro Malan aproveitou o feriado de Finados para dar mais uma demonstração de seu despreendimento: resolveu passar o dia em Paris e o resto da semana na Europa. Antes que algum insatisfeito se queixe de que a colaboração de Malan ao déficit no item de Turismo da balança de serviço é inútil, a assessoria do ministro esclarece que ele enfrenta a dura rotina européia por causa nobre, a divulgação do PPA.

Sensibilidade
Não se sabe se por infeliz coincidência ou piada de extremo mau gosto, a TV Globo exibiu na tarde de segunda-feira – véspera de Finados -, na Sessão da Tarde, o filme Rambo, em que o personagem de Silvester Stalone manda para o além dezenas de “inimigos” da América.

Geni
Bode expiatório eleito pela equipe econômica para justificar a resistência dos capitais especulativos a retornarem ao Brasil, o bug do milênio pode ser também uma boa desculpa caso o Flamengo não se classifique para a final do Campeonato Brasileiro de futebol ou caso o Botafogo caia para a Série B da mesma competição. Pode também justificar o déficit na balança comercial em 99 (ao invés do prometido superávit de US$ 11 bilhões) e a alta da inflação.

Norte
A Federação Latinoamericana de Bancos (Felaban) realiza a partir de 19 de novembro sua XXXIII Assembléia Anual, quando espera reunir as figuras  mais notórias do meio bancário internacional. A Felaban representa 900 instituições financeiras de 19 países. A assembléia ocorrerá na capital latina dos EUA – Miami.

Ferro-velho
Emissários do Governo francês devem desembarcar em Brasília na terceira semana deste mês dispostos a vender o velho porta-aviões Foch por US$ 50 milhões,  mais US$ 12 milhões a serem gastos numa reforma. Membros com trânsito no meio militar garantem que é um ótimo negócio – para os franceses. Para o Brasil sobraria um navio ultrapassado e caro.

Artigo anteriorSó dormindo
Próximo artigoExplosivo
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.

UE planeja iniciar gastos de grande fundo de recuperação em meses

Incerteza econômica na Alemanha continua em 2021; economista mantém previsão de crescimento do PIB do país em +3,5%.

Exterior abre positivo e Copom no radar interno

Na Ásia, Bolsas fecharam sem sinal único; Hong Kong registrou avanço de 1,08%.

Índice Ibovespa futuro opera entre perdas e ganhos

No momento, o futuro do índice Ibovespa está em alta de 0,03% e o futuro do dólar está em queda de -0,34%.

Comportamento indefinido

Ontem, logo cedo, Europa seguia a trilha de alta dos mercados da Ásia, o mesmo acontecendo com o mercado americano.