Sabor carioca

Uma doce lembrança levará o embaixador norte-americano Peter Allgeier do Rio de Janeiro. O grupo Confeiteiros sem Fronteiras acertou uma torta no rosto do representante dos EUA, que participava no Palácio do Itamaraty de uma discussão sobre a Alca. O grupo é o mesmo que acertou o presidente do PT, José Genoino, em Porto Alegre (RS), no Fórum Mundial. Os Confeiteiros divulgaram uma nota em que afirmam que a Alca é um acordo que “trará aos povos do continente a perda dos direitos que protegem o trabalho, o meio ambiente e o consumidor. Ele trará também a concentração das riquezas e o empobrecimento dos trabalhadores”.

Jóia nacional
Depois de ver todas previsões de crescimento do segmento para este ano naufragarem, o setor de jóias, relógios e afins aposta na primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva como garota propaganda. Segundo representantes do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM), dona Marisa se comprometeu a usar jóias nacionais emprestadas pela IBGM, tanto em compromissos no país, quanto nas viagens ao exterior.

Tombando
Construído em 1876 por iniciativa da Princesa Isabel e tombado em 1983 e considerado Patrimônio Nacional, o Hospital Escola São Francisco de Assis, no Rio de Janeiro, está “em estado vergonhoso”, na definição do vereador carioca Ricardo Maranhão (PSB). Em carta enviada ao presidente Lula, à governadora Rosinha Garotinho e ao prefeito César Maia, o vereador protestou contra o descaso com a unidade de saúde, que desde 1922 está ligada à UFRJ e é referência no tratamento e prevenção da Aids.

Hienas?
Ao participar de entrevista coletiva esta semana, o líder do PT no Senado, Aloisio Mercadante, admitiu que o país está em recessão. Ao constatação não chega a ser novidade, mas, vinda de um cardeal petista, carece de complemento básico. Com o país em recessão, é importante saber por que o governo Lula louvar tanto a política econômica comandada pelo ministro Antônio Palocci. Afinal, como destacou o economista Joseph Stiglitz, Prêmio Nobel de Economia e ex-economista-chefe do Banco Mundial (Bird), “a política econômica deve ser avaliada por sua capacidade de gerar emprego e crescimento e, não apenas, como instrumento para conter a inflação”.

Largar o tacho
Como diz antigo filósofo do meio publicitário, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Independentemente de falhas e problemas gerenciais graves de petistas e aliados na área de Saúde, não dá para transformar indicadores e administradores tucanos em padrões de qualidade inquestionáveis e irremovíveis. Nem muito menos cristalizar situações que garantam feudos eternos para aliados do governo FH.

Coisa de mulher
As principais características dos investidores de sucesso são características predominantemente femininas. É o que procurará provar a especialista Sandra Blanco, criadora do site Mulherinvest (www.mulherinvest.com.br), na palestra “Porque as mulheres são melhores que os homens nos investimentos”. Sandra falará na Expo Money, que será realizada entre os dias 16 a 18 de outubro, no Centro de Convenção Frei Caneca, em São Paulo. Sandra destaca que os homens também podem e devem assistir sua palestra.

Fonte
Um portal especializado em serviços para municípios estreou na Internet. MunicipiosNet.net (www.municipiosnet.net) traz informações sobre fontes de financiamento, programas de apoio, legislação comentada, jurisprudências dos tribunais superiores, dia-a-dia do Congresso, entre outros assuntos.

Areia movediça
Apesar de todo o arrocho fiscal, a dívida pública deve atingir 56,5% do PIB em 2003, um ponto acima do já elevado patamar alcançado em 2002. E para 2004 a previsão dos analistas do Credit Suise First Boston (CSFB) é que tenha um recuo mínimo, para 56% do PIB. Entre os motivos da piora, a baixa taxa de crescimento e os elevados juros.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDesigualdade
Próximo artigoMal duplo

Artigos Relacionados

Falta de servidores traz prejuízo, inclusive financeiro

Fila de segurados no INSS vai engrossar precatórios em R$ 11 bilhões.

Desmonte do Estado se dá pelas beiradas

Miçangas e espelhos empurram reformas administrativas nos municípios.

O que vale pros precatórios vale pra dívida interna?

Se calotes são defensáveis, poderiam ser estendidos para os títulos públicos.

Últimas Notícias

Distribuição comercial: quais cláusulas e condições mais importantes?

Por Marina Rossit Timm e Letícia Fontes Lage.

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Petrobras: mais prazo de inscrição no novo Marco Legal das Startups

Interessados em participar do primeiro edital da Petrobras baseado no novo Marco Legal das Startups (MSL) poderão inscrever-se até o dia 12 de dezembro....

Canal oficial para investidor pessoa física na B3

A partir desta sexta-feira, a nova área logada do investidor da B3, lançada em junho, passa a ser o canal que centraliza todas as...

Fitch Ratings atualiza metodologia de Rating de Seguros

A Fitch Ratings, agência de classificação de risco, publicou nesta sexta-feira relatório de atualização de sua Metodologia de Rating de Seguros. Segundo a agência,...