SAFE: Títulos da China oferecem valores fortes globalmente

Os títulos chineses têm um valor relativamente forte para os investidores, em comparação com os outros, na escala global, informou Xinhua Finance citando Wang Chunying, porta-voz e vice-chefe da Administração Estatal de Divisas (SAFE) em 22 de abril.

Chefe da filial de Paris do Bank of China (BOC) Pan Nuo (2E) e o embaixador chinês na França Zhai Jun (3E) tocam o sino da listagem de títulos climáticos denominados em Renminbi em Paris, França, 28 nov, 2017. (Xinhua/Han Bing)

Xinhua - Silk Road

Beijing, 25 abr (Xinhua) — Os títulos chineses têm um valor relativamente forte para os investidores, em comparação com os outros, na escala global, informou Xinhua Finance citando Wang Chunying, porta-voz e vice-chefe da Administração Estatal de Divisas (SAFE) em 22 de abril.

Wang fez as observações em uma coletiva de imprensa sobre recebimentos trimestrais de divisas e dados de pagamento realizada em 22 de abril, dizendo que na história da abertura do mercado de títulos da China, o spread de rendimento não foi o único fator ou mesmo o fator dominante que afeta o investimento estrangeiro nos títulos chineses.

Em 2018, os spreads de rendimento entre os títulos do tesouro chinês e os títulos comparáveis ​​do governo dos EUA também apresentaram quedas para mínimos históricos, porém os fluxos de capital relacionados ao investimento em títulos em geral resultaram em influxo líquido de capital e não sofreram choques significativos do spread reduzido, afirmou Wang.

Do ponto de vista do investimento de portfólio, a autonomia relativamente forte de macropolíticas da China e os ciclos econômicos e políticos que não são sincronizados com as principais economias desenvolvidas, como os Estados Unidos, são úteis para que os ativos denominados em Renminbi (RMB) se tornem uma importante classe principal de ativos com desempenho de mercado independente, observou Wang.

Durante 2019 e 2021, o indicador que reflete a correlação entre os índices de títulos do tesouro chinês e os índices de títulos do governo dos EUA ficou em torno de 0,2, sugerindo quase nenhuma ligação entre eles e, sob tais circunstâncias, os títulos do tesouro chinês denominados em RMB ofereceram aos investidores globais um valor preferível para seu investimento de portifólio.

Atualmente, as nações estrangeiras geralmente optam por diversificar os seus investimentos, quando a adequação das reservas e as condições de liquidez permitem a operação e gestão dos seus ativos de reserva. Wang disse que a demanda por títulos denominados em RMB pelos bancos centrais estrangeiros expandiu continuamente, e os mesmos sempre foram os principais contribuintes para acrescentar detenções de títulos denominados em RMB domésticos.

Até o final de março, o investimento dos bancos centrais estrangeiros em títulos da China representava 58% do total de detenções estrangeiras de títulos da China, segundo dados da SAFE. Além disso, o RMB entrou na cesta de DES (Direito Especial de Saque) do FMI com uma ponderação de 10,92%, enquanto a sua participação nas reservas globais de divisas ficou em 2,79% no último trimestre de 2021, indicando espaço para novos aumentos.

No futuro, a SAFE aderirá à reforma e abertura e manterá a consistência e estabilidade das políticas de gestão cambial para facilitar o investimento estrangeiro no mercado de valores mobiliários da China, segundo Wang.

A longo prazo, o mercado financeiro da China continuará a se abrir e os investidores globais necessitarão dos ativos da China. A tendência de investidores estrangeiros investirem no mercado de títulos da China no longo prazo não mudará, acrescentou Wang. Fim

Leia também:

SAFE: Fluxos de capital transfronteiriço para China recuperam em março

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Investidores estrangeiros mantém níveis de investimento na China

Espera-se que os investidores estrangeiros mantenham as suas tendências de investimento nas ações de categoria A em 2022, com o controle epidêmico nas regiões chinesas e o emergente valor relativo global do mercado de ações da China, informou Xinhua Finance, citando Fang Xinghai, vice-chefe da Comissão Reguladora de Valores Mobiliários da China (CSRC, sigla em inglês) nesta quarta-feira.

Guangzhou da China lança primeiro lote de títulos corporativos de C&R

O Porto de Guangzhou concluiu nesta terça-feira a emissão de títulos corporativos no valor de 1 bilhão de yuans (cerca de 148,4 milhões de dólares) para investidores na Bolsa de Shanghai, representando a primeiro lote dos títulos corporativos de inovação científica e tecnológica 2022 para Cinturão e Rota (C&R), informou Shanghai Securities News.

Os testes chineses para varíola dos macacos obtêm a certificação da UE

Algumas empresas chinesas anunciaram na quarta-feira que seus kits de detecção de ácido nucleico do vírus da varíola dos macacos obtiveram o certificado de registro CE da União Europeia (UE), informou o Shanghai Securities News nesta quinta-feira.

Últimas Notícias

Mercados operam em alta

Os mercados europeus fecharam em alta na quinta-feira, acompanhando o bom humor global. A perspectivas de estímulos que podem ser realizados na China e...

Clorin ganha destaque nos lares e empresas brasileiras

A empresa amplia distribuição da marca Milton no Brasil.

Tokenização: conceitos e casos de uso dessa tecnologia

BC e CVM acompanharão ao longo deste ano as operações dos projetos aprovados nos respectivos sandboxes regulatórios

Sim Pro Samba homenageia Lula Gigante

O Sim Pro Samba começa às 18h30, na Praça dos Professores. Gratuito!

Solução para o investidor no cálculo e declaração do IR

Usufruir de serviços automatizados para o cálculo e o pagamento de DARFs,