Saia longa

Em nova tirada de pensador mineiro, o vice-presidente da República, José Alencar, comparou discurso a saia: “Nem tão curto que escandalize e nem tão longo que entristeça”. A brincadeira foi feita durante discurso de abertura, no Rio, do I Seminário Internacional de Co-Financiamento BNDES/Corporação Andina de Fomento (CAF). A tirada serviria – como uma luva, para continuar na área têxtil – para os juros do Dr. Palocci.

Exportação
A estranha decisão do Detran do Rio de Janeiro de aplicar quase toda a verba da campanha de prevenção de acidentes na época do Carnaval no patrocínio de uma escola de samba (Mocidade Independente) vai acabar beneficiando a conscientização de motoristas de fora do estado. Isso porque não é de hoje que o desfile carioca é um produto de exportação, consumido principalmente por turistas de outros estados e do exterior. Assim, o dinheiro arrecadado do dono de automóvel do Rio (em cima de multas, taxas de vistoria etc.) será usufruído pelo mineiro, pelo paulista, pelo gaúcho, pelo alemão…

Transplantes
Na festa que foi a divulgação de que o Detran-RJ vai patrocinar a Mocidade Independente, dirigentes da escola de samba carioca afirmaram que a campanha de prevenção a acidentes será um sucesso, como teria sido a do enredo de 2003, para incentivar a doação de órgãos. Segundo a escola, as doações quadruplicaram. Essa mágica passou longe das estatísticas do Ministério da Saúde. A projeção do número de transplantes este ano, feita com base nos dados de janeiro a abril, indicam que serão realizadas 7.770 intervenções, quantidade inferior às 7.981 feitas em 2002.

Mercadante no ar
O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), passa a divulgar na sua página na Internet (www.mercadante.com.br) mensagens sonoras em arquivos no formato .mp3. O alvo são as rádios de todo o país. A página de Mercadante é atualizada quase todos os dias. Além de notícias do mandato e do governo, disponibiliza seus projetos, pronunciamentos, artigos e agenda, além da biografia.

Intelectual
O poeta, ensaísta, crítico literário e professor universitário Gilberto Mendonça Teles, que há poucos meses lançou o livro Hora Aberta: poemas reunidos (Ed. Vozes), ganhou o Prêmio de Intelectual do Ano de 2002.

Sócio nº 2
Após a perda de Barbosa Lima Sobrinho, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), sofreu a baixa do número 2, com a morte Roberto Marinho. Ele foi admitido no dia  1 de abril de 1924. Permaneceu nos quadros associativos por 79 anos, quatro meses e cinco dias. Fernando Segismundo, presidente da ABI, compareceu aos funerais e apresentou condolências à família.

Artigo anteriorMergulhadores
Próximo artigoAcima de R$ 5 mil
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

Cem anos de Celso Furtado

A atualidade de um dos mais importantes intelectuais do planeta.

A Disneylândia espacial dos trilionários

Jornada nas estrelas escancara a desigualdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Taxar dividendos aumentou investimentos na França

Redução, nos EUA e na Suécia, só elevou distribuição de lucros.

Petroleiro tem maior produtividade da indústria no Brasil

Mesmo com setor extrativista, participação industrial no PIB caiu de 25% para 20%.

Exportação cresce, mas só com produtos pouco elaborados

Superávit de quase US$ 7 bilhões até a quarta semana de julho.

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.