Salário mínimo no Brasil é o 2º mais baixo da América Latina

12308
Dinheiro real: divulgação
Dinheiro real: divulgação

O salário mínimo no Brasil é o segundo mais baixo de uma lista dos 12 países com mais destaque da América Latina. O pagamento brasileiro só supera o da Venezuela.

O ranking dos países com maior salário mínimo é liderado pelo Chile (US$ 457), Uruguai (US$ 424) e Equador (US$ 400). Vêm em seguida Paraguai, com US$ 320, Bolívia, com US$ 306, e Panamá, com US$ 268. O mínimo no Chile, porém, não é universal. aposentados e trabalhadores de primeiro emprego podem receber cerca de 50% menos.

O Peru garante um valor de US$ 258, pouco acima do da Colômbia, que é de US$ 256. A Argentina paga o mínimo de US$ 249, e o México, de US$ 217. O Brasil é o vice-lanterna, com US$ 209. A Venezuela aparece com US$ 1,14. Os dados foram levantados pelo jornal colombiano La Republica.

Segundo Carlos Sepúlveda, reitor da Faculdade de Economia da Universidad del Rosario, o aumento do mínimo neste ano deve levar em conta, mais do que em outros anos, o impacto econômico deixado pela pandemia.

Espaço Publicitáriocnseg

Matéria atualizada às 15h51 de 30/12/2020 para inclusão de observação sobre o salário mínimo chileno

Leia mais:

Nos EUA, US$ 15 por hora para salário mínimo e no Brasil, 13º menor

Salário mínimo pode ficar negativo já em janeiro

10 COMENTÁRIOS

  1. Ponham a culpa na pandemia se quiserem,mas eu culpo à ganância dos parlementaires,pois mesmo com o país na bancarrota, não param de roubar. Sem uma real valorização do salário mínimo, não há como prospecter um bom futuro para o país.

  2. Brasil.pais rico.e sem governabilidade nenhuma.brasil a deriva..um retrocesso de 30 anos. Acorda povo brasileiro não deixem ser roubado.brasil é um país inteiramente,intercontinental e muito rico.
    Nunca faltou a mistura no prato do brasileiro.como se vê nos dias de hoje.primeiro se cuida o mercado interno ,depois o mercado externo. Fica a dica.

  3. O Brasil não condições de ser governado por um presidemte, deveria ser dividido em três partes, norte, sudeste e sul, sendo que cada destas três regiões teria suas leis, financeiras, políticas e jurídicas, mamdando apenas 10% da renda per capita para as forcas armadas para garantir a ordem nas três regiões

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui