Sanções contra Rússia levam inflação na Europa para perto de 2 dígitos

Preços da energia subiram 42% em 1 ano.

A inflação na Zona do Euro atingiu novo recorde, com os preços ao consumidor subindo 8,6% em junho em relação ao ano anterior, segundo dados divulgados na sexta-feira pelo Eurostat. A agência de estatísticas da União Europeia disse que o aumento dos preços ao consumidor nos 19 países que usam o euro aumentou ainda mais em relação ao recorde anterior de 8,1% registrado em maio. A inflação está em seu nível mais alto desde que os registros do euro começaram, em 1997.

O salto foi impulsionado pelo aumento dos custos de alimentos e energia, à medida que o conflito da Rússia com a Ucrânia e as ameaças ao fornecimento de gás continuam aumentando as contas. Quase metade dos 19 países da Zona do Euro atingiu a inflação de dois dígitos, mostram os dados.

Enquanto a inflação na Alemanha e na Holanda caíram ligeiramente em junho, a Espanha estabeleceu um recorde, atingindo dois dígitos. Espera-se que a Estônia registre a taxa de inflação mais alta, com 22%, seguida pela Lituânia, com 20,5%.

Os preços da energia dispararam 41,9% em comparação com 39,1% em maio, enquanto os preços de alimentos, álcool e tabaco subiram 8,9%, acima dos 7,5% em maio.

O economista sênior da zona do euro do ING Bank, Bert Colijn, escreveu em um blog que a “leitura feia da inflação” aumenta a pressão sobre o Banco Central Europeu para “agir rapidamente”. “Neste momento, o quadro da inflação está começando a turvar um pouco. Os pacotes de apoio doméstico são importantes impulsionadores de trajetórias divergentes da inflação neste momento. A grande questão para o segundo semestre do ano é quando o pico de inflação será alcançado”, adicionou, de acordo com a agência de notícias Xinhua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Pronampe ainda não atende plenamente microempresas

Para entidade é necessário auxiliar o setor na retomada econômica.

Inadimplentes quitam dívidas negativadas de serviços como água e luz

Segundo a Serasa, sete em 10 débitos contraídos no setor de utilities em abril foram recuperados em até 60 dias após negativação.

Comércio Brasil-Canadá deve bater maior nível da história

Intercâmbio neste ano entre os dois países caminha para ultrapassar o recorde na corrente comercial visto em 2021.

Últimas Notícias

Dívida do Rio cairá para menos da metade se corrigida pelo IPCA

Alerj vai ao STF para recompor perdas com ICMS dos combustíveis e energia.

Cinco gigantes estatais chinesas abandonam Bolsa de Nova York

Anúncio ocorre em meio a tensão entre China e EUA; ações seguirão negociadas em Hong Kong e Xangai.

Desemprego cai em 22 das 27 unidades da federação

Tocantins teve maior recuo no segundo trimestre do ano.

TCU encontra brechas na segurança de informação federal

Equipamentos pessoais constituem risco de entrada para ataques.

Brasilux entra no mundo do metaverso

Empresa cria evento com a apresentadora Renata Fan em auditório virtual.