Santander desmente notícia que pretende fazer demissões

Bancos afirmam que não vão demitir durante a pandemia.

Acredite se Puder / 17:58 - 10 de jun de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Santander Brasil desmentiu a notícia publicada na edição online da Folha de São Paulo, segundo a qual a unidade brasileira do banco espanhol tem planos de dispensar 9,4 mil funcionários para reduzir em 20% o seu quadro de pessoal. Em comunicado, o banco afirma que a informação não é verídica e admitiu ter feito demissões pontuais, pois faz parte do movimento de empresas chamado de ‘Não demita’. Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, o banco demitiu apenas quinze funcionários da área de asset management em São Paulo, além de outros seis da financiadora Aymoré.

Em análise, o Bradesco BBI destaca que a maioria dos grandes bancos que operam no país se comprometeu a não se envolver em demissões significativas durante a crise e que a rotatividade natural de funcionários pode provocar a redução dos quadros de pessoal até o final do ano, pois não haverá a substituição daqueles que deixam as instituições durante a pandemia.

O interessante é a opinião da equipe do Bradesco que acha que uma das maiores oportunidades decorrentes da pandemia para os bancos seria formar uma estrutura mais eficiente, reduzindo o número de agências, otimizando processos e tendo mais pessoas trabalhando em casa. Porém ressaltam que o momento é importante, pois a crise global não nasceu dentro dos limites financeiros e as instituições têm oportunidade única de fortalecer suas imagens com as comunidades. Demitir pessoas exatamente durante o momento mais grave da crise provavelmente prejudicaria o setor e aguardam mais otimizações materiais e significativas de suas estruturas até 2021 e 2022 do que em 2020.

 

Fundo Samambaia está perto de passar Cemig

O fundo Samambaia Master aumentou sua participação na Light para 20,01% e passou a deter 60.817.410 ações da companhia, segundo documento enviado para a Comissão de Valores Mobiliários. O fundo de investimentos já era o segundo maior acionista da Light, com uma participação de 15,01% Agora, reduziu substancialmente a diferença para a controladora Cemig, que tem posição de apenas 22,50%. Com essa diferença de apenas 2,49% para chegar ao controle, pode-se acreditar na correspondência enviada pelo Samambaia, que sua participação acionária tem por objetivo o investimento na companhia sem a intenção de alterar a sua composição de controle ou estrutura administrativa e não visa atingir nenhum percentual de posição acionária em particular?

 

Itaú recomenda compra de locadoras

O segmento de locadoras de veículos foi bastante afetado em todo o mundo. Nos Estados Unidos e Canadá, a Hertz que já apresentava problemas com um alto endividamento, acabou por pedir proteção contra a falência. No Brasil, as empresas tá,bém apresentaram problemas, mas dentro de um cenário umm pouco diferente. Mas causou surpresas para os investidores a anáçise do Itaú BBA revisou suas projeções para o setor, mantendo a recomendação de compra para Localiza, Unidas e Movida. O banco, no entanto, reduziu os preços-alvo das ações, na Movida de R$ 27,50 para R$ 19,50 na Unidas, de R$ 32 para R$ 25. e na Localiza de R$ 58 para R$ 59. Seus analistas acham que a Unidas provavelmente enfrentará a crise de forma mais fácil que as concorrentes.

 

UBS: Stone e PagSeguro podem subir 60%

Em maio, o total de pagamentos captados pela Stone cresceu 23% na comparação com o mesmo mês do ano anterior, enquanto na PagSeguro, o aumento foi de 11%. Como a recuperação foi maior que a prevista, o UBS recomenda a compra dessas ações, que são negociadas em Nova York. elevando em cerca de 60% o preço-alvo de ambas. Para a PagSeguro, o objetivo passou de US$ 27 para US$ 44 e a da Stonem de US$ 29 para US$ 46.

 

Ações da Tesla ultrapassam US$ 1 mil

As ações da Tesla registraram alta de 6,8% nesta quarta-feira e atingiram o recorde de US$ 1.005. A cotação dos papéis se multiplicou por quase cinco no ano passado, e o valor de mercado aumentou para US$ 185 bilhões. No aguardado “Battery Day” da Tesla, Elon Musk terá oportunidade de anunciar novos desdobramentos, como uma bateria com capacidade para rodar 1 milhão de milhas.

 

B3 não antecipou o feriado

Nesta quinta-feira, a B3 não vai operar, pois manteve seu calendário original, mesmo após antecipação do feriado de Corpus Christi em São Paulo. Os mercados no exterior vão funcionar.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor