Santillana Educação investirá R$ 240 milhões no Brasil

O atendimento a escolas privadas do grupo Santillana passa a se chamar Santillana Educação. A mudança faz parte de um plano estratégico que visa ao crescimento da operação no Brasil. Para isso, a holding de negócios educacionais anunciou o investimento de R$ 240 milhões para os próximos quatro anos (R$ 60 milhões por ano), com o objetivo de avançar no mercado privado. A meta é dobrar seu faturamento até 2025, ultrapassando os R$ 800 milhões.

O novo plano estratégico do grupo Santillana no Brasil prevê a existência de duas empresas no país, uma especializada no segmento privado (Santillana Educação) e outra para atender o setor público (Editora Moderna), segmento em que o grupo é líder. A mudança proporcionará ao cliente, escola ou estudantes, produtos e serviços oferecidos com maior foco nas necessidades de cada perfil de escola ou rede. A Santillana Educação será comandada por José Henrique del Castillo Melo; já a Editora Moderna, voltada para o mercado público, ficará sob a direção de José Ângelo Xavier.

Para José Henrique del Castillo Melo, diretor geral da Santillana Educação, o novo momento permitirá a criação de novos produtos para atender a um mercado que está em constante transformação. “O segmento de educação está em um processo acelerado de evolução no Brasil e no mundo, tanto do ponto de vista tecnológico e de ensino, como para atender às novas necessidades da sociedade e fazer frente às demandas trazidas pela pandemia. Dos 48 milhões de alunos no país, 29 milhões utilizam algum produto Santillana. Nossa operação no país responde por 42% do faturamento da empresa global. Com a nova empresa, pretendemos crescer 20% ao ano no segmento privado. Até 2025, o grupo vai passar de 887 mil alunos para 1,4 milhão de alunos atendidos na escola privada”, explica.

Atualmente, a Santillana Educação fornece soluções educacionais para 5,5 mil escolas privadas brasileiras. “Somos pioneiros em estabelecer métodos e aprendizagens inovadoras, e buscamos sempre novas soluções que se adaptam aos temas pertinentes à educação atual”, ressalta Castillo Melo.

A Santillana, fundada na Espanha em 1960, atua em 21 países, tem foco na América Latina e iniciou suas atividades no Brasil em 2001, ao adquirir as editoras Moderna e Salamandra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Galp entra em energia renovável com 594 MWp de capacidade de solar

A Galp acordou a aquisição e desenvolvimento de projetos solares no Brasil com capacidade total de 594 MWp, cumprindo as ambições de expansão nas...

Mesmo com crise modelo de privatização da Eletrobras é aprovado

Empregados e aposentados da estatal terão prioridade para comprar 10% das ações.

Três perguntas: a tecnologia a favor da contabilidade

Por Jorge Priori.

Últimas Notícias

Lei de Melhoria do Ambiente de Negócios no Brasil

Por Letícia Luzia de Sousa Ramos e Renata Homem de Melo.

Para 48%, recém-formados são os mais afetados no mercado de trabalho

Pesquisa feita com mais de 9 mil pessoas descobriu que 25% fazem parte da Geração Nem Nem, que não trabalha nem estuda.

SP registra queda de 13% em mortes de trânsito ante setembro de 2020

Número de óbitos caiu de 455 em setembro do ano passado para 396 no mesmo período de 2021.

Supermercados tiveram queda de 7,15% em vendas

Período avaliado em São Paulo foi de 12 meses, já Rio registra expansão de 41,5% de novas unidades no primeiro semestre.